Ex-psicóloga do Vasco ressalta que Bernardo precisa de atendimento clínico

Maria Helena Rodriguez diz que jogador necessita de um acompanhamento especial

Por O Dia

Rio - Protagonista de casos polêmicos fora dos gramados e com o contrato suspenso no Vasco, o meia Bernanrdo  segue com o futuro indefinido em São Januário. Para a ex-psicóloga, Maria Helena Rodriguez, que trabalhou por 28 anos no clube e ainda acompanhou o jogador na base seleção brasileira, Bernardo precisa de um acompanhamento especial. 

Suspenso pelo Vasco, Bernardo é acusado de agredir a ex-namoradaMarcelo Sadio/Vasco da Gama/Divulgação

"Eu conheço esse atleta desde que trabalhei para Seleção sub-17. Quando ele foi para o Vasco eu já estava lá. O mais importante é que ele precisa de um acompanhamento clínico. Ele tem que ver o que ele quer da vida dele. Acho que ele tem muita coisa a dar, tem muito potencial, é um atleta carismático. Mas precisa de um atendimento individual, especial. Esse atendimento vai ser importante para ele crescer e atingir seus objetivos", afirmou Maria Helena em entrevista ao programa Momento Esportivo, da Rádio Brasil.

Na última terça-feira, Bernardo acabou suspenso por ter chamado torcedores para briga pelas redes sociais. Além do caso, ele é acusado de agredir a socos e pontapés a ex-namorada Patricia Melo, de 27 anos. Segundo o registro de ocorrência (912-01310/2015) feito pela vítima na Delegacia de Atendimento Especial à Mulher (Deam) do Centro do Rio, o crime ocorreu no dia 1º, após discussão na casa dela, no Recreio dos Bandeirantes.