Serginho vê ponto positivo na discussão entre Jordi e Gilberto no Vasco

Volante disse desentendimento no dia-a-dia é algo natural, principalmente na situação complicada em que o time está

Por O Dia

Rio - A má fase do Vasco na temporada trouxe reflexos para o dia-a-dia dos jogadores. Pressionados para conseguir a primeira vitória no Brasileirão, os atletas ficaram com os nervos à flor da pele, ao ponto de Jordi e Gilberto discutirem asperamente no treino da última terça-feira. Porém, para Serginho, o desentendimento é algo natural e mostra que o elenco que tentar evoluir.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

"Desentendimento em qualquer grupo tem. Tiro como positivo. Houve, sim, uma cobrança maior. Teve cobrança maior dentro do vestiário também, assim como no Carioca já teve. Porém, pelo momento bom que atravessávamos, não saiu do vestiário. Todos estão tentando encaixe e buscando a vitória. Todo grupo tem cobrança, pode ser positivo", disse.

Serginho afirmou que briga entre Jordi e Gilberto teve mais aspectos positivos%2C que negativosAndré Mourão / Agência O Dia

Recuperado de uma lesão na coxa direita, o jogador deve voltar a equipe no próximo sábado, para enfrentar o Sport, na Ilha do Retiro. Ciente da má fasé da equipe, ele garante que o culpado pela crise não é de Doriva, e sim dos próprios jogadores. 

VEJA MAIS: Confira a tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

"A culpa não é apenas do Doriva. A maior parte da culpa é de nós, jogadores. Ele tenta colocar o melhor dentro de campo. Temos de chamar a responsabilidade. Nós que colocamos o Vasco nessa situação e precisamos tirá-lo também. Para nós, jogadores, Doriva está muito bem. O que ele fez aqui no início do ano, temos um respeito muito grande", disse o volante que aproveitou para fazer uma promessa à torcida.

"Estamos conversando bastante, estamos tentando nos concentrar muito para tirar o Vasco dessa situação. Onde os jogadores tem a maior culpa, nós que colocamos o Vasco nessa zona incômoda e nós vamos ser homens para tirar".