Vitória devolve confiança ao Vasco e Nenê avisa: 'O primeiro passo foi dado'

Meia pede foco para o time buscar salvação no Brasileiro

Por O Dia

Rio - A missão continua muito complicada, mas a vitória (1 a 0), fora de casa, sobre a Ponte Preta, após um mês sem pontuar no Campeonato Brasileiro, devolveu ânimo e confiança ao Vasco. Nesta quinta-feira, no desembarque da delegação, no Aeroporto Santos Dumont, os jogadores, entretanto, evitaram o oba-oba, pisaram no freio e ressaltaram a importância de manter o foco na competição. De acordo com a conta dos matemáticos, a equipe precisa de mais dez vitórias em 14 jogos para se salvar.

Nenê destaca crescente do Vasco e já pensa nas próximas 'decisões'Divulgação

Diferentemente das últimas rodadas, quando teve de sair pelo portão dos fundos do aeroporto para evitar xingamentos e ofensas dos mais exaltados, o grupo respirou ares de tranquilidade na volta ao Rio. Depois de 52 dias sem vencer na competição, o Vasco busca a reabilitação e o fim da má fase - acredita no feito, mas aborda o entusiasmo com cautela. Experiente, Nenê fez questão de lembrar que é apenas o início e que o time, se quiser continuar na Primeira Divisão, não poderá diminuir o ritmo até o fim.

VEJA MAIS: Confira a tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

“Conseguimos melhorar a nossa situação e o primeiro passo foi dado. O mais importante agora é manter o foco, a determinação e apresentar a mesma vontade em campo. Teremos muitas finais até a última rodada, mas estamos em uma crescente. Jogamos bem contra Figueirense e Atlético-MG, mas a bola não quis entrar. Contra a Ponte Preta as coisas funcionaram e fomos fortes”, avaliou o camisa 10, que acrescentou.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

“Conquistamos um resultado que nos dá muita força. Mostramos que temos condições de sonhar com a permanência. Seria algo maravilhoso”, definiu Nenê. Na mesma linha do apoiador, Andrezinho decretou: “Todo jogo será encarado como uma guerra”.

Leandrão, autor do gol que deu novo gás à equipe, por exemplo, prefere colocar os pés no chão. Tanto que ele nem comemorou seu primeiro feito pelo Vasco. “Segue o trabalho”, completou.

Martín Silva treina e deve jogar domingo

Jordi cumpriu bem seu papel e, com defesas seguras, foi um dos responsáveis pela vitória do Vasco, quarta-feira, sobre a Ponte Preta. No entanto, o jovem voltará para o banco de reservas contra o Atlético-PR. Após participar de dois amistosos com a seleção uruguaia, o goleiro Martín Silva se reapresentou nesta quinta-feira no clube, treinou sem problemas e vai reassumir a vaga de titular.

Quem também volta a ficar à disposição do treinador após duas rodadas é o volante Serginho. Recuperado de um estiramento na coxa esquerda, ele também participou da atividade desta quinta, não sentiu incômodo e mostrou que está 100%.