Com os reservas, Vasco empata com o São Paulo e dá adeus à Copa do Brasil

Gigante da Colina precisava de um milagre para avançar

Por O Dia

Rio - A missão era complicada. O Vasco sabia, priorizou o Brasileiro e mandou a campo os reservas na Copa do Brasil. O Gigante da Colina precisava vencer por 3 a 0 para levar a decisão para os pênaltis ou por quatro gols para ir à semifinal. O início até foi promissor, mas não foi possível buscar o resultado. Nesta quarta-feira, o Vasco empatou com o São Paulo por 1 a 1, no Maracanã, e deu adeus à Copa do Brasil.

Jean Patrick e Carlinhos disputam bola no meio de campoAndré Mourão / Agência O Dia

Agora, mais do que nunca, o foco do Vasco é total no Brasileiro em outra missão espinhosa: escapar do rebaixamento. A situação já foi bem pior. A série de cinco jogos de invencibilidade (quatro vitórias e um empate) dá esperança de que é possível sair da zona do rebaixamento. E domingo tem uma decisão: confronto direto com o Avaí, na Ressacada.

FOTOGALERIA: As imagens do empate entre Vasco e São Paulo pela Copa do Brasil

O São Paulo, por sua vez, vai se dividir em duas frentes na busca de uma vaga na Libertadores. Na Copa do Brasil, aguarda o vencedor do duelo entre Santos e Figueirense. O Tricolor é o sexto colocado no Brasileirão.

O jogo

O Vasco assustou em cobrança de bola parada. Anderson Salles obrigou Rogério Ceni a trabalhar. Com mais posse de bola e vontade, o Gigante da Colina abriu o placar aos 16 minutos. Lucas lançou Riascos. O primeiro chute parou em Rogério Ceni, mas o atacante ficou com rebote e marcou. O Cruzmaltino foi superior na etapa inicial. Porém, faltou um pouco mais de calma e de qualidade para buscar o segundo gol.

Riascos arriscou uma dancinha na comemoração de seu golAndré Mourão / Agência O Dia

O segundo gol do Vasco quase aconteceu no início da etapa final. Biancucchi cobrou falta, a bola desviou na barreira e por pouco não entrou. O São Paulo enfim criou uma chance. Pato levou para o meio e chutou. Jordi, com a ponta nos dedos, mandou para escanteio. O Tricolor deu o bote. Biancucchi perdeu bola no meio de campo e propiciou o contra-ataque. Pato passou por Jomar e cruzou. Centurión empurrou para o fundo da rede: 1 a 1, deixando a situação cruzmaltina ainda mais complicada.

O gol do São Paulo acabou com as esperanças do Vasco. Não faltou luta. Jomar e Romarinho, uma das mudanças de Jorginho, por pouco não marcaram. Eliminado da Copa do Brasil, o Gigante da Colina se concentra totalmente para evitar a degola no Brasileiro.

FICHA TÉCNICA

VASCO 1X1 SÃO PAULO

Estádio: Maracanã
Público e renda: 5.674 pagantes / 6.237 presentes / R$ 202.390,00
Árbitro: Marielson Alves da Silva
Gols: Riascos (Vasco, aos 16' do 1ºT) e Centurión (São Paulo, aos 13' do 2ºT)
Cartão amarelo: Thiago Mendes e Lucão (São Paulo) e Riascos (Vasco)
Cartão vermelho: - 

VASCO: Jordi; Jean Patrick, Anderson Salles, Jomar e Christiano; Guiñazu, Serginho, Lucas e Emanuel Biancucchi (Romarinho, aos 18' do 2ºT); Herrera (Rafael Silva, no intervalo) e Riascos (Renato Kayzer, aos 24' do 2ºT); Técnico: Jorginho.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Lyanco (Bruno, no intervalo), Rodrigo Caio, Lucão e Reinaldo; Thiago Mendes, Wesley e Carlinhos (Hudson, aos 10' do 2ºT); Centurión, Wilder (Ganso, no intervalo) e Alexandre Pato; Técnico: Juan Carlos Osorio.