Vasco não se abala com empate e mantém confiança em fugir da degola

'Acredito na permanência na Primeira Divisão', diz Jorginho

Por O Dia

Rio - O Vasco, pelo terceiro jogo seguido, foi castigado e viu a vitória se transformar em empate. Foi assim contra Avaí, Chapecoense e São Paulo, quando sofreu um gol na reta final das partidas. Jorginho lamenta o fato e aponta a solução para o time.

Jorginho está focado em tirar o Vasco da zona de rebaixamento do BrasileiroPaulo Fernandes/Vasco.com.br

"É justamente ter equilíbrio necessário dentro da partida, a percepção do que está acontecendo no jogo. Temos jogadores experientes, cobramos isso. Manter a posse de bola, sem se arriscar tanto, esperar. Em algum momento vão falhar na marcação, é só girar a bola, não precisa ficar forçando. Foram seis pontos, os outros dois por uma questão da arbitragem que já foi falada e que não gosto de falar, e hoje (domingo) foi uma situação nossa. Acho que teve um segundo pênalti, mas talvez pelo São Paulo ter reclamado muito ele não tenha dado", analisou Jorginho.

LEIA MAIS: Na ponta do lápis! Veja as chances do Vasco no Campeonato Brasileiro

O técnico do Vasco não joga a toalha e mantém a confiança de que é possível escapar da degola - o Gigante da Colina está na lanterna do Brasileiro, com quatro pontos a menos do que o Avaí (primeiro time fora do Z-4) e com 95% de risco de queda, segundo o matemático Tristão Garcia.

"Continuo confiante na perspectiva que temos. A força do Vasco, da torcida, da sua camisa, daquilo que está acontecendo, apesar das baixas no fim dos últimos jogos. Acredito na nossa permanência na Primeira Divisão", encerrou.

O Vasco terá uma semana de treinos até o próximo compromisso pelo Brasileiro, contra o Grêmio, neste domingo, às 17h, no Maracanã.