Vasco joga bem, vence o Palmeiras e fica perto de deixar o Z-4 do BR-2015

Rafael Silva e Nenê fizeram os gols da vitória dos cariocas

Por O Dia

São Paulo - O sonho segue vivo. Com um pouco mais de 23 mil ingressos vendidos antecipadamente, o Palmeiras tinha o apoio dos torcedores na Allianz Parque para conseguir triunfar, mas o Vasco foi um visitante indigesto e venceu os donos da casa por 2 a 0, com gols de Rafael Silva e Nenê. O meia foi destaque do Gigante da Colina e conduziu o Cruzmaltino aos três pontos. 

A vitória tirou o Vasco da lanterna do campeonato brasileiro. O Cruzmaltino chegou aos 33 pontos e ultrapassou o Joinville. O Avaí, com 35, é o primeiro clube fora do Z-4. Na próxima rodada, o Gigante da Colina enfrentará o Corinthians, em casa. O time paulista pode ser campeão brasileiro caso vença o Vasco.

Vasco venceu o Palmeiras na Allianz ParquePaulo Fernandes/Vasco.com.br

O JOGO

O Vasco segue se segurando no último fio de esperança para escapar do rebaixamento no Brasileirão e no início da partida contra o Palmeiras, o Gigante pressionou os donos da casa. Mesmo com volume, o Cruzmaltina não conseguiu converter isso em chances claras de gol nos primeiros minutos.

Rafael Silva e Nenê foram os destaques do VascoPaulo Fernandes/Vasco.com.br/Divulgação

A primeira chance foi com Serginho. O volante escapou em velocidade, driblou o marcador e chutou cruzado, da entrada da área. Fernando Prass segurou, sem dar rebote. Riascos acompanhava o lance de perto e se o goleiro desse bobeira, ele marcava.

Rafael Marques e Lucas Barrios, ambos de fora da área, arriscaram mas Martin Silva evitou as duas chances. Já quase na reta final da primeira etapa, Rafael Silva balançou na frente da zaga e chutou. Fernando Prass espalmou para escanteio. Na cobrança, Nenê cruzou na cabeça do próprio Rafael Silva, que mandou no canto esquerdo de Fernando Prass para abrir o placar na Allianz Parque.

O segundo vem logo em seguida. O zagueiro Vitor Hugo escorregou na frente de Nenê, o meia roubou a bola e ficou cara a cara com Fernando Prass. O goleiro caiu e camisa 10 tocou por cima, com categoria, para ampliar o placar.

O segundo tempo voltou com o Palmeiras mais ligado na partida. Thiago Santos arpoveitou a cobrança de escanteio e mandou de cabeça no travessão do Vasco.

Mediano, o Palmeiras não conseguia transformar em lances de perigo a sua posse de bola superior e o jogo acabou travado no meio campo na segunda metade da segunda etapa. O paredão armado na frente da área do Vasco conseguia repelir o perigo. A vitória deu moral para o Vasco seguir lutando pela sua permanência na Série A.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 0 X 2 VASCO

Local: Allianz Parque (SP)
Árbitro: Anderson Daronco
Público e Renda: 28.800 pagantes / R$ 1.775.007,50
Cartões Amarelos: Riascos (VAS, aos 24' do 1ºT), Luan (VAS, 2' do 2ºT), Serginho (VAS, aos 4' do 2ºT) e Madson (VAS, aos 32' do 2ºT)
Cartões Vermelhos: nenhum
Gols: Rafael Silva (VAS, aos 34' do 2ºT) e Nenê (VAS, aos 40' do 2ºT)

Palmeiras: Fernando Prass, João Pedro, Jackson, Vitor Hugo, Egídio (Fellype Gabriel, aos 24' do 2ºT); Thiago Santos, Zé Roberto, Robinho; Rafael Marques (Kelvin, intervalo), Gabriel Jesus e Lucas Barrios (Alecsandro, aos 18' do 2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira.

Vasco: Martin Silva, Madson, Rodrigo, Luan, Julio Cesar; Diguinho, Serginho, Andrezinho, Nenê (Rafael Vaz, aos 42' do 2ºT); Rafael Silva (Julio dos Santos, aos 30' do 2ºT) e Riascos (Eder Luis, aos 37' do 2ºT). Técnico: Jorginho.