Por fabio.klotz

Rio - Além de ter que digerir o rebaixamento do Vasco para a Série B do Brasileiro, o atacante Jorge Henrique ainda pode receber más notícias. Nesta segunda-feira, ele será julgado às 11h, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), e corre o risco de levar um gancho pesado por dar um chute numa poça e jogar água em direção a um gandula e à torcida do Coritiba na última rodada do Brasileiro.

Jorge Henrique corre risco de ser punido pelo STJDPaulo Fernandes/Vasco.com.br/Divulgação

Enquadrado pela procuradoria do STJD no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por “assumir conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva”, pode ser punido com até seis jogos de suspensão.

De férias, o jogador tenta relaxar da estressante temporada. Sábado de manhã, ele esteve em Resende, cidade onde nasceu, levando um pouco de alegria para as crianças carentes do município em um Natal solidário. Jorge Henrique distribuiu cerca de 300 bolas de futebol e vôlei para incentivar a garotada à prática de esportes, o que considera uma ferramente de futuro.

“Nasci e fui criado aqui em Resende. Eu tenho família, amigos e por isso, para mim, é importante trazer um pouco de alegria para as crianças mais carentes e devolver um pouco do que a bola me deu. Uma bola pode mudar um destino, assim como mudou o meu, e espero que essas que eu trouxe possam ser o primeiro passo de uma nova caminhada dessa rapaziada”, declarou Jorge Henrique ao jornal "Diário do Vale".

Você pode gostar