Nenê exalta a torcida do Vasco e avisa: 'Nós temos tudo para conquistar títulos'

Meia-atacante rejeita rótulo de salvador da pátria e mostra confiança no potencial vascaíno: 'O time está forte'

Por O Dia

Rio - A identificação é clara e recíproca. O casamento entre Nenê e Vasco deu liga. A torcida que o diga. Os "votos" foram renovados nesta terça-feira, quando o meia-atacante assinou a ampliação do vínculo com o clube até o fim de 2018.

Nenê destaca identificação com o Vasco e elogia a torcida cruzmaltinaPaulo Fernandes / Vasco.com.br / Divulgação

"Representa muito para mim. Consideração que eu tenho, a condição que eu tenho hoje, acho que são poucos que conseguem ter. Parece que estou aqui há muito tempo. Identificação com a torcida, não tem preço tudo isso. Pesou muito na minha decisão", declarou Nenê, nesta quarta-feira, em Pinheiral, onde o Vasco faz a pré-temporada.

A torcida é um capítulo à parte na relação de Nenê com o Vasco: "Esta paixão que o torcedor do Vasco tem com o clube eu ainda não tinha visto", afirma.

Nenê rapidamente alcançou o status de ídolo da torcida. Ele, porém, ainda não se considera um ícone. Ainda...

"Eu ouço isso de muitas pessoas, pelo meu caráter, por ter ficado diante de tantas propostas. Darem para mim essa condição de ídolo... São poucos que conseguem. Eu me sinto honrado e vamos lutar para isso. Acho que é uma coisa natural. Espero que eu seja realmente um dia considerado um ídolo do Vasco. Ainda não me considero, mas sinto isso da torcida. Isso que importa", analisou.

A idolataria é natural, mas o rótulo que Nenê rejeita é o de salvador da pátria: " Eu me sinto muito feliz, mas não penso dessa maneira. A pressão acaba ficando maior. Acho que é importante manter o elenco. Isso às vezes é melhor do que alguma contratação. O mais importante é a base ser mantida. O entrosamento vem de mais tempo. Esse é o caminho certo. Fico feliz de estar representando o Vasco dessa maneira."

Em casa no Vasco, Nenê mostra otimismo para a temporada. A campanha no segundo turno do Brasileiro serve como inspiração e prova da capacidade do elenco.

"O Vasco entra de igual para igual. O time está forte. No Brasileiro, é obrigação nossa subir. E a Copa do Brasil vamos com tudo para tentar conquistar este título. O time é praticamente o mesmo. Tivemos uma das melhores campanhas do segundo turno do Brasileirão. O time tem de entrar com esse pensamento. Temos tudo para conquistar títulos", avisou.