Por pedro.logato
Rio - A rotina de um jovem de 22 anos na época do Carnaval normalmente é a de blocos e muita diversão. Não para Luan. Vivendo a responsabilidade de ser um dos pilares do time titular do Vasco, o zagueiro já vê com naturalidade a perda da festa do Rei Momo em mais uma temporada.
Carnaval no Vasco será com moderaçãoPaulo Fernandes / Vasco.com.br / Divulgação

"Estamos acostumados. Eu vou ficar em casa com a família, tranquilo. No máximo uma praia. Sabemos que o cansaço é maior ainda por causa do jogo. É um tempo bom para aproveitarmos a família, descansar. Vamos acompanhar pela televisão aí (risos)", disse.

Líder do grupo A no Carioca, o Vasco segue em 2016 a mesma risca da arrancada da equipe que no ano passado quase evitou o rebaixamento para a Série B. Para Luan, o segredo do Gigante é o trabalho.
Publicidade
"Time muito trabalhador, sabe o que quer da competição. Sabemos que se entrarmos moles no jogo, vamos ser surpreendidos. Trabalhamos bastante, estudamos o adversário. Defino o Vasco 2016 como uma equipe trabalhadora, que sabe o que quer dentro de campo", contou.