Eurico ironiza presidente do Flamengo

Dirigente diz que Bandeira de Mello quer criar polêmica antes do clássico

Por O Dia

Rio - O clima quente é a tônica de mais um Vasco x Flamengo marcado pela rivalidade histórica. Revoltado com as declarações do presidente rubro-negro, Eduardo Bandeira de Mello, o mandatário cruzmaltino, Eurico Miranda, esbravejou contra o rival, ontem, por 50 minutos. E garantiu que São Januário tem condições de receber o Clássico dos Milhões. Eurico apresentou documentos dos órgãos competentes que autorizam o jogo de amanhã e garantem a segurança dos torcedores. Para ele, o intuito do adversário é causar polêmica.

Eurico Miranda falou sobre o clássicoPaulo Fernandes/Vasco.com.br

“O interesse do presidente do Flamengo é tumultuar o futebol. Todas as suas manifestações são no sentido de botar o futebol do Rio de Janeiro para baixo. Eles deviam saber que não têm estádio. Em vez de estarem agradecidos pelo fato de ter um estádio que pode ter jogo, é o contrário. Por mais que as pessoas queiram tirar o brilho e o significado, o jogo tem luz própria”, frisou Eurico, completando: “O presidente do Flamengo não sabe de nada.”

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

A confusão começou quinta-feira, quando a Federação de Futebol do Rio (Ferj) foi notificada pelo Ministério Público sobre a preocupação da realização do jogo na Colina. A Ferj declarou não haver hipótese de mudança e foi amparada pelo Grupamento Especial de Policiamento nos Estádios (Gepe), que dá aval à realização do clássico.

“O Vasco está preparado. Tivemos duas reuniões com a Polícia Militar, o Juizado do Torcedor e a Guarda Municipal para uma partida dessa envergadura, com quatro representantes do Flamengo. Todas as providências foram tomadas. Aqui se faz qualquer jogo com segurança”, garantiu Eurico.