Vasco prova que o ataque é a melhor defesa no Carioca

Gigante tem um dos melhores setores ofensivos da temporada

Por O Dia

Rio - Dono de um dos melhores ataques do Campeonato Carioca, o Vasco nem parece aquela equipe que sofria para balançar a rede na campanha do Brasileirão de 2015, quando foi rebaixado. Em 2016, o nível dos adversários foi mais baixo, mas o desempenho dos comandados do técnico Jorginho pode ser considerado bom em comparação à campanha do título estadual do ano passado: foram 13 gols, contra 18 de agora. Ainda assim, o Vasco tem o problema de depender de poucos jogadores para fazer os gols.

Vasco vive bom momento ofensivo em 2016Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Apenas seis deles marcaram nos oito jogos do Carioca. Riascos, com seis, Nenê, com cinco, e Thalles, com quatro, são as principais referências vascaínas. Rodrigo, Andrezinho e Rafael Vaz fizeram um gol cada. Dos oito clubes classificados para a Taça Guanabara, só o Volta Redonda tem menos goleadores: cinco, sendo que a equipe fez 13 gols.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

A concentração em poucos nomes é uma característica do grupo do Vasco desde o Brasileiro passado, quando apenas 11 jogadores bateram os goleiros adversários nas 38 rodadas. Mesmo tendo chegado na metade da competição, Nenê foi o artilheiro do time, com nove gols. Em 2016, ele continua sendo um dos principais goleadores, mas, ao menos, ganhou reforço.

RIASCOS É DÚVIDA

Atacantes de ofício, Riascos e Thalles desencantaram neste início de temporada, o que facilitou a melhora no desempenho ofensivo do Vasco. Mas, para a partida contra o Bangu, domingo, em São Januário, o colombiano dificilmente estará em campo.

Em recuperação de lesão muscular na coxa direita, Riascos apareceu ontem no campo e apenas fez trabalho físico. O mais provável é que fique fora do jogo. Com isso, aumenta a responsabilidade de Thalles, que deve ser mantido entre os titulares e pode comprovar a boa fase de 2016 com mais gols.

“Não existe bom momento sem trabalho. E o Thalles entendeu isso. Ficamos felizes com a dedicação dele. Que a fase dure”, disse Andrezinho.