Jorginho exalta trabalho da equipe do Vasco, mas admite falhas no ataque

Técnico comemorou a boa atuação, elogiou Jorge Henrique, mas afirmou que time precisa aprimorar finalizações

Por O Dia

Rio - Jorge Henrique colocou fim a um jejum de quase sete meses ao marcar o primeiro gol da vitória do Vasco sobre o Bangu por 2 a 0 neste domingo. A falta de gols não vinha sendo encarada como um problema pelo atleta e pelo técnico da equipe. Apesar das cobranças da torcida, Jorginho garantiu que mantém a paciência com os atletas e confia na sua percepção de jogo.

LEIA MAIS: Jorge Henrique desencanta e Vasco larga com vitória na Taça Guanabara

"Isso me dá cada vez mais a confiança de permanecer acreditando naquilo que estou vendo diariamente. Entendemos o torcedor, ele é completamente apaixonado. Se o atleta erra um passe, está em cima. O Julio dos Santos e o Jorge Henrique são jogadores muito táticos para a equipe. O Jorge nem sempre é extremamente efetivo no ataque, mas facilita muito o trabalho do Julio Cesar, do Andrezinho", disse Jorginho, que completou:

Jorginho falou sobre a vitória contra o BanguAndré Mourão / Agência O Dia

"São jogadores que contribuem muito para a equipe, e eu vou continuar tendo a paciência em relação à opinião do torcedor. Temos uma visão mais tática da coisa. Não é só porque o Jorge Henrique fez o gol, é um trabalho constante que estamos trabalhando. O Madson passou, e ele entrou certinho para completar."

Apesar de ter dominado a partida contra o Bangu e de estar fazendo uma boa campanha no Campeonato Carioca, Jorginho enfatizou a importância de aprimorar as finalizações.

"A gente vem trabalhando ao longo do campeonato situações de jogo, construções de jogo. No início, não tínhamos uma boa saída de bola, melhoramos muito isso. Ainda pecamos no jogo de hoje, poderia ter sido um placar de três ou quatro gols. No final, em uma jogada ensaiada deles, poderíamos ter tomado o gol. Estamos tendo um crescimento grande. Mas ainda falta o principal, que é o gol. Precisamos ser mais efetivos nas oportunidades que estão surgindo", concluiu.

O Vasco volta a jogar no sábado, contra o Boavista, às 16h, no Kléber Andrade, pela segunda rodada da Taça Guanabara.