Vasco oscila, mas bate o Sport de novo e ganha moral na Liga Ouro

Gigante conseguiu segunda vitória seguida no torneio

Por O Dia

Rio - O Vasco fez o dever de casa. Apesar de altos e baixos, o Gigante da Colina bateu o Sport, nesta segunda-feira, por 82 a 67, em São Januário, pela Liga Ouro, divisão de acesso ao NBB. A experiência e o talento fizeram a diferença. O armador Hélio foi o destaque do time. Com um primeiro quarto impecável, ele abriu o caminho para a reação e virada vascaína. No fim, jogadores e torcida celebraram a vitória ao som do tradicional grito "Casaca."

Aos gritos do tradicional 'Casaca', jogadores e torcida do Vasco celebram a vitóriaPaulo Fernandes/Vasco.com.br

Foi a segunda vitória seguida do Vasco. O time agora tem a campanha de quatro vitórias em oito jogos - está na segunda colocação, por pontos. O Gigante da Colina volta à quadra no dia 28, quando vai enfrentar o Ginástico fora de casa.

O armador Hélio, com 21 pontos e apenas um arremesso errado, foi o cestinha do jogo. Márcio Dornelles, com 14 pontos, foi outro destaque do Vasco. Drudi ajudou com 13.

Pelo Sport, lanterna da Liga Ouro com apenas uma vitória em oito jogos, o destaque foi o jovem Gabriel, autor de 17 pontos. O pivô Tischer anotou um duplo-duplo de 15 pontos e 12 rebotes.  

O JOGO

O Vasco demorou a se acertar em quadra. O Sport aproveitou e começou o jogo com uma corrida de 6 a 0. Aos poucos, sob a batuta de Hélio, o Gigante da Colina achou seu ritmo. O armador comandou a reação. Hélio simplesmente colocou o clube pernambucano no bolso. Ele fez 16 pontos no primeiro período, com 100% de aproveitamento nos arremessos - converteu quatro bolas de três. Desta forma, o Vasco venceu a parcial por 26 a 23.

Hélio teve boa atuação na partida e foi o cestinhaPaulo Fernandes/Vasco.com.br

Márcio Dornelles, que entrou no fim do primeiro período, foi o principal destaque do Vasco no começo do segundo quarto. O experiente ala fez sete pontos seguidos e aumentou a vantagem dos donos da casa. Uma cravada de Douglas Nunes, outro que saiu do banco, levantou a torcida. Superior, o Vasco tratou de abrir 13 pontos de frente: 44 a 31.

Jogadores do Vasco comemoram a vitóriaPaulo Fernandes/Vasco.com.br

O Sport voltou do intervalo melhor e reagiu. Michel e Gabriel deram trabalho à defesa do Vasco. A diferença caiu para sete pontos. Christiano parou o jogo. O Gigante da Colina oscilava. O clube pernambucano aproveitou para voltar de vez ao jogo. O Vasco entrou no último quarto com cinco pontos de vantagem: 61 a 56.

Uma bola de três de Márcio Dornelles levantou a torcida. Os gritos de "Vasco" ecoaram da arquibancada. Foi o combustível para o time. Do outro lado, o Sport ainda vacilou. O treinador Ricardo Oliveira cometeu a segunda falta técnica e teve de deixar o jogo. O Gigante da Colina assumiu o controle do jogo e conquistou a segunda vitória seguida.