Vasco quer enfrentar o Flu com o time completo

Gigante ainda depende da confirmação de Julio Cesar e Rodrigo

Por pedro.logato

Rio - Após bater o Remo pela Copa do Brasil, o Vasco volta as atenções para o Campeonato Carioca. Domingo, Se vencer o Fluminense, conquistará a Taça Guanabara depois de 13 anos e em um duelo que tem gosto de revanche. Afinal, se o último título da competição, em 2003, foi sobre os tricolores, em 2012 o arquirrival levou a melhor.

Para não deixar escapar a conquista, o técnico Jorginho quer escalar força máxima. O lateral Julio Cesar, ausente nos últimos dois jogos, faz tratamento intensivo para se recuperar de lesão no tornozelo esquerdo e pode ganhar condição de jogo.

Vasco quer o título da Taça GuanabaraPaulo Fernandes/Vasco.com.br

Outro reforço pode ser o zagueiro Rodrigo, que não atuou contra Remo por causa de dores musculares na coxa direita. Ele ainda depende do aval do departamento médico e, mesmo que atue domingo, tem presença incerta nas semifinais do Carioca.

Além do aspecto físico, outro fator dificulta a escalação de Rodrigo, que levou um jogo de suspensão do Tribunal de Justiça de Desportiva do Rio (TJD-RJ) <MC0>por beliscar o peito do atacante Guerrero, no empate em 1 a 1 com o Flamengo. Ontem, o Vasco entrou com pedido de efeito suspensivo para Rodrigo enfrentar o Tricolor.

“Estou otimista que o relator vai acolher o nosso pedido e reverter a punição”, aposta Paulo Reis, vice-jurídico do Vasco.

Além disso, Rodrigo ainda deve ser denunciado pela procuradoria do STJD por<MC0> ter pisado em Guerrero, em outro lance do duelo com o Fla. Se for enquadrado no artigo 254-A, agressão física, poderá pegar gancho de quatro a 12 jogos. “Vamos aguardar, mas pode ser descaracterizado”, diz Reis.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia