Por renata.amaral

Rio - O Vasco pode não ter sido superior no clássico contra o Botafogo, neste domingo, principalmente na etapa inicial do jogo. Apesar disso, a equipe fez o dever de casa no quesito mais importante no futebol: gol. Ainda que a vitória tenha sido magra, por apenas 1 a 0, Jorginho comemorou o resultado e a vantagem para a última partida da final do Campeonato Carioca, mas ligou o alerta para conter a empolgação.

"Estou satisfeito com a vitória. Isso nos dá uma pequena, mas preciosa vantagem. O desejo era de ampliar a vantagem. Não foi possível, mas temos essa pequena vantagem do empate", analisou Jorginho, que completou:

"Nenhuma euforia. Não vai acontecer isso. Sabemos do perigo que nós temos. Contra quem jogaremos, uma equipe extremamente determinada, muito bem treinada pelo Ricardo Gomes. Sabemos que para chegarmos ao sucesso, temos que estar concentrados a partir de hoje. Falei para eles que essa tem que ser a melhor semana para eles em relação à alimentação, ao descanso. Equipe convicta do que quer."

O Vasco encara o Botafogo novamente neste domingo, às 16h, no Maracanã, para definir o campeão carioca de 2016. Com a vitória no primeiro jogo, o Cruzmaltino pode levantar a taça em caso de empate. Se o Alvinegro vencer por um gol de diferença, a decisão vai para os pênaltis. Jorginho comparou a experiência dos jogadores vascaínos com a velocidade da juventude de General Severiano.

"Não tenha dúvidas que a equipe deles pela juventude é muito veloz. Jogadores de extrema velocidade, isso pode ser um trunfo para eles. Não perdemos na condição física. Apesar de termos jogadores experientes, estão bem fisicamente. Jorge Henrique saiu porque tomou uma pancada. Minha equipe, apesar de ser uma equipe com uma faixa etária mais alta, se iguala muito bem na questão da parte física. A experiência conta, muitos jogadores já viveram esse momento. Isso vai ser importante para nós", concluiu.

Você pode gostar