Nenê marca dois, Vasco vence, segue invicto e na liderança da Segundona

Gigante da Colina venceu a terceira seguida na Série B

Por O Dia

Brasília - O Vasco continua invicto e soberano na Série B. Em duelo contra o Vila Nova, em Brasília, Nenê assumiu o protagonismo e marcou os dois gols do Gigante na vitória de 2 a 0 no Mané Garrincha. O jogador é o artilheiro da competição e o clube carioca está invicto há 30 partidas. Na segundona lidera com três vitórias em três partidas.

Na próxima rodada, o Vasco encara o Bahia, ás 16 horas, em São Januário, no sábado. O Vila Nova joga no mesmo dia e horário contra o Atlético-GO, no Serra Dourada.

Vasco venceu mais uma na temporadaCarlos Gregório Jr / Vasco.com.br / Divulgação

O JOGO

O primeiro tempo entre Vasco e Vila Nova foi muito equilibrado com boas chances para os dois lados. A equipe goaiana chegou com perigo primeiro. Aos 12 minutos, Fabinho arriscou de longe e Jordi se esticou para defenser e a bola sobrou para Vandinho, mas o atacante do Vila não conseguiu finalizar.

Aos 24 minutos, novamente os mandantes chegaram com perigo. Fabinho recebeu cara a cara com Jordi e bateu, o goleiro vascaíno defendeu, mas a bola voltou a Fabinho, o atleta do Vila Nova tentou driblar Jordi, mas acabou se enrolando com a bola, facilitando o trabalho do goleiro vacaíno.

A primeiro boa oportunidade do Vasco aconteceu aos 31 minutos. Eder Luis, que entrou no lugar de Madson, que sentiu uma lesão, recebeu em boa condição de Jorge Henrique, mas na hora de finalizar, chutou fraco, facilitando a vida de Edson.

Antes do intervalo, as duas equipes chegaram com perigo. Primeiro o Vila Nova com Fabinho e Vandinho. O primeiro deu belo passe para o segundo, que finalizou em cima de Jorgi, no rebote, com o goleiro batido, Fabinho pegou de primeira, mas a bola subiu demais. Logo depois, Thalles tocou para Nenê, que finalizou de fora da área, a bola passou muito perto do gol de Edson, mas saiu.

O Vasco voltou com uma modificação para o segundo tempo. Julio dos Santos deixou a partida para a vaga de Diguinho. E o clube carioca criou a primeira oportunidade da etapa final. Após levantamento, Marcelo Mattos cabecou para boa defesa do goleiro Edson. O Vila Nova respondeu em cobrança de falta que Fabinho cobrou para defesa de Jordi.

Até que Nenê apareceu para decidir a partida. Aos 27 minutos, ele foi derrubado por Jefferson Feijão dentro da área, pênalti. Na cobrança, ele bateu, o goleiro Edson tocou na bola, mas ela acabou entrando. Sete minutos depois, o craque ampliou. Em cobrança de falta na ponta direita, Nenê surpreendeu Edson, bateu direto e deu números finais da partida.

FICHA TÉCNICA
VILA NOVA 0 X 2 VASCO

Estádio: Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Árbitro: Marcelo Aparecido R de Souza (SP)
Renda/público: Não disponíveis
Cartões amarelos: Anderson, Marcelo Cordeiro, Robston (VIL) e Rodrigo, Nenê (VAS)
Cartões vermelhos: Jean Carlos (após apito final - Vila Nova) e Diguinho (após apito final - Vasco)

GOLS: Nenê 27'/2ºT (0-1) e Nenê 34'/2ºT (0-2)

VILA NOVA: Edson, Jefferson Feijão, Vinicius Simon, Anderson e Marcelo Cordeiro; Magno Silva (Vinicius Hess 9'/2ºT), Robston, Jean Carlos, Fabinho e Roger (Frontini 32'/2ºT); Vandinho (Leandrinho 30'/2ºT). Técnico: Rogério Mancini.

VASCO: Jordi, Madson (Eder Luis 22'/1ºT), Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Julio dos Santos (Diguinho intervalo), Marcelo Mattos, Yago Pikachu e Nenê; Jorge Henrique e Thalles (Evander 23'/2ºT). Técnico: Jorginho.