Caio Monteiro busca repetir história de craques do Vasco e se espelha em Nenê

Há 11 anos em São Januário, jovem atacante quer entrar para a história do clube e mira a titularidade no ataque cruzmaltino

Por O Dia

Rio - Foi com a camisa do Vasco que muitos craques deram seus primeiros passos em campo. O torcedor vascaíno tem bons motivos para esperar que as categorias de base revelem grandes atletas, capazes de marcar a história do clube. Buscando ser um dos nomes de destaque em São Januário, o jovem atacante Caio Monteiro, de 19 anos, se tornou uma das opções do técnico Jorginho: reconhecimento ao talento e a todos os anos de trajetória no Cruzmaltino.

Caio Monteiro é mais um nome da fábrica de craques do Vasco que desponta no profissionalPaulo Fernandes / Vasco.com.br / Divulgação

"Cheguei aqui em 2005, no futsal, e em 2007 comecei minha trajetória no campo. Comecei muito novo, mais por diversão, até que as coisas foram ficando mais sérias. Aqui passei a ter uma mudança de vida, me tornei mais profissional e passei a viver para o futebol. Estou no clube há 11 anos, é um privilegio e eu me sinto muito orgulhoso por isso. A responsabilidade de vestir essa camisa é muito grande", disse.

Caio Monteiro já mostrou que de gol ele entende. Em 2014, no sub-17, o atacante foi artilheiro do Vasco e balançou a rede por 36 vezes. Pelo profissional, o jogador marcou seu primeiro gol sobre o Remo, na partida válida pela Copa do Brasil. O jovem comemorou o primeiro passo e mira alcançar feitos ainda maiores vestindo a camisa cruzmaltina.

"Todo menino sonha em estrear no profissional e marcar o seu gol, graças a Deus eu consegui isso. Foi um gol importante para a equipe e para mim. Eu almejo muita coisa aqui no Vasco. Quero manter essas oportunidades que o Jorginho está me dando, quero entrar e corresponder da melhor maneira possível. Espero ganhar títulos e me tornar um ídolo do clube", afirmou.

Caio Monteiro vibra com seu primeiro gol no profissional%3A abraço no exemplo NenêPaulo Fernandes / Vasco.com.br / Divulgação

Quando o assunto é referência, Caio não precisa ir longe para buscar. O nome que caiu nas graças do torcedor vascaíno também conquistou a admiração dos companheiros dentro de campo.

"O Nenê é um grande exemplo para gente hoje. Um cara com 34 anos que você vê correndo dentro de campo, dando a vida pelo clube. Ele está tendo uma passagem maravilhosa pelo Vasco. Ele é uma inspiração não só para mim, mas para todos os companheiros da base", contou.

Após a saída de Riascos, o Vasco ainda busca uma solução para o ataque. Buscando se firmar entre os titulares, a possível chegada de reforços para a posição não intimida Caio Monteiro.

"Oportunidade sempre tem, mesmo se acontecer de contratarem alguém para a posição. É só continuar fazendo o meu trabalho. Estou aqui para ajudar e vou seguir trabalhando para conquistar o meu espaço. Se vier alguém para a posição será muito bem recebido pelo nosso grupo", declarou.

Reportagem de Sarah Borborema