Na volta de Nenê, Vasco faz as pazes com a vitória e passa pelo Náutico

Após o fim da invencibilidade de 34 jogos no sábado, Gigante volta a vencer na Série B e segue na liderança do campeonato

Por O Dia

Rio - Na volta de Nenê ao Vasco após cumprir suspensão, o Cruzmaltino reencontrou o caminho da vitória e bateu o Náutico por 3 a 2, nesta terça-feira, em São Januário, pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Apesar de certa tranquilidade no triunfo, o Gigante teve trabalho com o ataque pernambucano, mas contou com a ineficiência dos atacantes para não sair no prejuízo.

Andrezinho, Rodrigo e Eder Luis marcaram para os donos da casa, enquanto Rafael Pereira e Renan Oliveira descontaram para os visitantes. A vitória mantém o Vasco na liderança da Série, agora com 22 pontos. No próximo sábado, o Cruzmaltino recebe o Paysandu, às 16h30, em São Januário. Já o Náutico fica em 4º e no mesmo dia encara o Bragantino, em Recife, às 16h.

Andrezinho abriu caminho para vitória do Vasco sobre o Náutico por 3 a 2%2C em São JanuárioPaulo Fernandes/Vasco.com.br/Divulgação

O JOGO

Após o fim da sequência invicta de 34 jogos, o Vasco buscava se reencontrar com a vitória em São Januário e contava com o reforço do camisa 10 Nenê, suspenso na derrota para o Atlético-GO. Com uma formação mais ofensiva, o Cruzmaltino queria propor o jogo em casa. Porém, a primeira oportunidade na partida foi do Náutico, com Rony, que cara a cara com Jordi finalizou muito mal e perdeu a chance de abrir o placar no Rio.

Mas o Vasco não vacilou na primeira boa chance que teve. Madson cobrou o lateral com força para área e a zaga do Náutico ficou parada. Esperto no lance, Andrezinho entrou sozinho na defesa pernambucana e finalizou sem chances para Júlio César: 1 a 0 para o Gigante da Colina. A resposta dos visitantes foi instântanea, mas mais uma vez, a finalização sobe demais e não assusta Jordi.

Apesar de ter mais posse de bola e mais iniciativa na partida, o Vasco não conseguia chegar com contundência ao ataque e dava espaços ao Náutico. E em contra-ataque, o Timbu chegou a igualdade. Após sequência de escanteios, Taiberson acertou com maestria a cabeça de Rafael Pereira, que só teve o trabalho de escorar e empatar o placar em São Januário.

O gol abalou o Cruzmaltino que seguiu dando espaço para os pernambucanos, que quase chegaram a virada, mas mais uma vez faltou pontaria para o ataque do Náutico. Principal nome do Vasco na temporada, Nenê, que voltava de suspensão, pouco apareceu na partida e o time sentiu falta da boa presença do camisa 10.

Na volta para o segundo tempo, o Vasco não perdeu tempo e voltou a ter tranquilidade na partida. Ausente do jogo, Nenê finalmente apareceu para ajudar o Vasco. O camisa 10 bateu falta para área e Rodrigo, aproveitando falha da zaga, apareceu para completar para o gol e colocar o Cruzmaltino mais uma vez em vantagem: 2 a 1. Apesar da desvantagem, o Náutico seguiu com bons contra-ataques, mas esbarrando na falta de pontaria de seus atacantes. Aos 10, Taiberson teve a chance de empatar, mas cabeceou para fora.

Apesar de não pressionar, o Vasco seguia dominando as ações ofensivas na partida. Aos 22, Julio Cesar teve a chance de ampliar o placar, mas parou no seu xará, o goleiro do Náutico. Dez minutos depois, o Timbu quase empatar o jogo. Renan Oliveira levantou boa bola na área e Eurico cabeceou para o gol. A bola já tinha passado por Jordi e ia entrando, mas Marcelo Mattos apareceu e salvou em cima da linha. O castigo para os pernambucanos veio no lance seguinte. Eder Luis foi lançado em contra-ataque rápido, driblou o arqueiro do Náutico e apenas escorou para ampliar a vantagem do Gigante.

Mesmo em desvantagem ainda maior, o Náutico seguiu criando chances no contra-ataque. Em dois lances seguidos, aos 44 e aos 45, mais uma vez a falta de pontaria do ataque pernambucano fez com que o Timbu jogasse fora a chance de diminuir o palcar. Vindo do banco, porém, o meia Renan Oliveira mostrou aos atacantes como se faz. Aos 47, ele cobrou falta da entrada da área e contou com um desvio em Henrique para balançar as redes de Jordi. Porém, o gol veio tarde e a vitória do Vasco já estava garantida.

FICHA TÉCNICA

VASCO 3x1 Náutico

Estádio: São Januário

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima

Gols: Andrezinho (Vasco, aos 12' do 1ºT), Rafael Pereira (Náutico, 33' do 1ºT), Rodrigo (Vasco, ao 1' do 2ºT), Eder Luis (Vasco, aos 32' do 2ºT)

Cartões Amarelos: Gastón Filgueira, Taiberson, Eurico, Eduardo (Náutico) e Marcelo Mattos, Jorge Henrique, Madson (Vasco)

Cartões Vermelhos: -

VASCO: Jordi; Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar (Henrique, aos 34' do 2ºT); Marcelo Mattos, William, Nenê e Andrezinho (Eder Luis, aos 29' do 2ºT); Jorge Henrique e Leandrão (Thalles, aos 41 do 1ºT); Técnico: Jorginho

Náutico: Júlio César; Joazi, Eduardo, Rafael Pereira e Mateus Muller; Gastón Filgueira (Eurico, intervalo), Maylson, Bergson (Odilávio, aos 26' do 2ºT) e Roni; Jefferson Nem e Taiberson (Renan Oliveira, aos 19' do 2ºT); Técnico: Alexandre Gallo.