Por pedro.logato

Rio - O início foi espetacular, com oito gols nas cinco primeiras partidas pela Série B, além de muitas assistências. Nenê era o cara do Vasco e sobrava contra os adversários mais fracos tecnicamente. Entretanto, nas últimas rodadas, o camisa 10 vascaíno vem sofrendo bastante com a marcação mais dura dos zagueiros e não tem conseguido manter o nível das atuações. Nada que preocupe o técnico Jorginho.

Apesar dos seis jogos sem fazer gol, Nenê ainda é peça fundamental no esquema vascaíno. E, para que volte a brilhar, Jorginho vem conversando com Nenê para se desfazer mais rapidamente da bola e evitar as entradas — e faltas — mais violentas.

Nenê teve uma queda de rendimento Divulgação

“Ele tem que estar bem atento em relação a isso (marcação forte). Se fizer um-dois rápido, pode ser importante. Mas em pouco tempo o Nenê vai ser protagonista”, afirmou o treinador.
Se tem recebido entradas mais duras, Nenê também tem mostrado irritação com isso. Após ser suspenso com três cartões amarelos por reclamação, o apoiador já recebeu mais dois em quatro rodadas e está pendurado novamente. O que preocupa o Vasco, já que, sem o seu camisa 10, o time perdeu a invencibilidade de 34 partidas.

Para o duelo com o Paraná, amanhã, em São Januário, Jorginho não poderá contar com Marcelo Mattos, suspenso com três cartões amarelos, e escalará Diguinho no meio de campo. Em compensação, o treinador terá o retorno ao time de Rodrigo, que cumpriu suspensão, e de William, liberado da partida contra o CRB para se casar.

Você pode gostar