Vasco precisa ganhar para que Jorginho não repita sua pior sequência pelo clube

Gigante vem de duas derrotas consecutivas na temporada

Por O Dia

Rio - O técnico Jorginho terá uma importante decisão no próximo sábado, contra o Brasil de Pelotas, em São Januário. As duas derrotas seguidas, contra Paraná, por 2 a 1, e contra Avaí, por 2 a 0, ligaram o sinal de alerta para que o Vasco não repita a pior sequência com o técnico no comando, quando perdeu três jogos seguidos em 2015 - entre eles uma goleada de 6 a 0 sofrida contra o Internacional.

Vasco vive momento de instabilidade na Série BPaulo Fernandes/Vasco.com.br

O time que chegou a ficar 34 partidas invicto agora luta contra os desfalques para voltar à sequência de vitórias. Além do goleiro Martín Silva e do atacante Leandrão, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, Jorginho terá dor de cabeça para escalar a zaga vascaína. Com Luan e Jomar ainda machucados, Aislan, que foi vaiado nos últimos dois jogos por erros individuais, deverá ser novamente titular ao lado de Rodrigo. Jorginho, no entanto, ainda confia no zagueiro.

“Eu tenho a convicção de que o Aislan é um bom jogador. Não mudo minha opinião com um erro, um passe errado. Eu falei para ele que acreditava nele antes do jogo. Fez uma boa partida. Eu gosto desses desafios. Ano passado, vaiavam o Riascos, e esse ano ele se recuperou”, afirmou.
Ainda líder da Série B, com 28 pontos, ao lado do Atlético-GO, o Vasco buscará a vitória para se isolar na liderança. Com as ausências para a partida contra o Brasil de Pelotas, Jorginho lamentou as dificuldades de um elenco com poucas alternativas.

“Precisamos de mais um atacante. Para o gol, temos o Jordi, vai entrar bem. Temos o Gabriel Félix também. Temos que estar atentos em relação a isso. O plantel é reduzido”, analisou o treinador, que também será desfalque - ele foi expulso na derrota para o Avaí. O auxiliar Zinho deve ficar à beira do campo.