Caldeirão sem calor: Vasco sofre para ver a sua torcida lotar São Januário

Em 2016, só um jogo teve mais de dez mil pessoas

Por O Dia

Rio - O Caldeirão não ferveu em 2016. Apesar do recorde de 34 jogos de invencibilidade, do título estadual e da boa campanha na Série B do Brasileiro, o Vasco ainda não conseguiu atuar com São Januário lotado. Após duas derrotas em casa e sem a expectativa de grande público neste sábado, contra o Brasil de Pelotas, o time espera se recuperar. E conta com o apoio dos torcedores.

Rodrigo conta com o apoio da torcida em São JanuárioPaulo Fernandes / Vasco.com.br / Divulgação

Único carioca que não teve problema de mando de campo, o Vasco jogou 17 vezes em São Januário este ano e levou 104.837 pessoas ao estádio, com média de pouco mais de 6,1 mil presentes. O melhor público foi no clássico com o Flamengo, no Estadual (14.364 pessoas). Em nenhuma outra partida São Januário alcançou 10 mil pessoas.

Para o capitão Rodrigo, há a esperança de que o público seja bom na próxima quarta-feira, quando o time jogará contra o Santa Cruz pela Copa do Brasil: “É a competição que brilha aos olhos do torcedor hoje. Eu espero público nessa competição.”

Entretanto, a realidade é diferente. Os dois jogos na Copa do Brasil, contra Remo e CRB, levaram menos de três mil pessoas. Já na Série B, a média em São Januário é melhor que a do ano (6,3 mil), com o maior público contra o Bahia: 9.014 presentes.

“Quando a gente olha e vê São Januário lotado, ajuda muito. Gostaríamos que a torcida jogasse a nosso favor. A equipe demonstrou que tem seu valor. Eu espero a torcida novamente abraçando o time como foi no ano passado”, afirmou o capitão.