Luan marca no fim e Vasco busca empate contra o Santa Cruz na Colina

Gigante não conseguiu vitória no jogo de ida da Copa do Brasil

Por O Dia

Rio - Não dá para dizer que o Vasco conseguiu um bom resultado na noite desta quarta-feira na Copa do Brasil. Porém, para quem perdia até os 43 minutos do segundo tempo, a sensação dos vascaínos que foram a São Januário foi de "menos mal". Em duelo contra o Santa Cruz, os cariocas empataram por 1 a 1 no jogo de ida da terceira fase da competição. No confronto de volta, os pernambucanos avança com um empate por 0 a 0 no Recife, um novo 1 a 1 leva a vaga para os pênaltis. Empate por 2 a 2 ou mais gols dá a vaga para os vascaínos. Em caso de vitória, quem conseguir ganhar se classifica.

As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, no Arruda, às 21h45. Pela Série B, o Vasco encara o Luverdense, às 18h30, fora de casa, neste sábado. Já o Santa Cruz joga contra o América-MG, no Independência, neste domingo.

Vasco e Santa Cruz ficaram no empate em São JanuárioPaulo Fernandes/Vasco.com.br

O JOGO

A partida começou com o Vasco levando logo um balde de água fria. Com um minuto, o Santa Cruz já vencia a partida. Bruno Moraes recebeu o lançamento e tocou na saída de Martín Silva, colocando os visitantes na frente. 

Com a desvantagem dentro de casa, o Gigante teve que buscar uma atuação ainda mais ofensiva do que imaginava. O Vasco pressionava, mas oferecia campo ao Santa. Aos 17 minutos, Nenê fez uma bela jogada e quase marcou um golaço ao tocar por cima de Tiago Cardoso, porém, em cima da linha, Wellington Cézar evitou o empate. Três minutos depois, Leandrão recebeu, girou, passou pela zaga do Santa, mas parou no goleiro do Tricolor Pernambucano.

Antes do intervalo, Madson teve duas boas chances. Na primeira, o lateral recebeu de Andrezinho, mas na hora de finalizar preferiu o cruzamento, que passou por todos os jogadores do Vasco, Depois, o jogador recebeu belo passe de Nenê, ficou cara a cara com Tiago Cardoso, mas acabou finalizando em cima do goleiro.

O Santa Cruz voltou mais ligado para o segundo tempo, equilibrando a partida. Bruno Moraes recebeu em boas condições e chutou, Martín Silva defendeu, o rebote, Marcílio obrigou o goleiro a fazer outra boa defesa, salvando o clube carioca.

O Vasco não conseguia pressão de antes, mas criou uma boa chance aos 15 minutos. Yago Pikachu fez boa jogada e cruzou, a bola passou por Leandro e Rodrigo, chegando a Nenê, o camisa 10 chutou forte demais e a bola acabou subindo por cima do gol de Tiago Cardoso.

O Santa seguia presente e quase ampliou em duas jogadas. Em uma Marcílio chutou de fora da área e exigiu boa defesa de Martín Silva. Depois, João Paulo cobrou falta para rebote do goleiro, na sobra Keno acabou isolando a sua finalização.

Nos últimos minutos, o Vasco acabou conseguindo ser melhor na partida. E aos 43 minutos, os cariocas foram premiados com o empate. Após cobrança de escanteio, Thalles cabeceou, Tiago Cardoso defendeu, Luan finalizou para o gol, o arqueiro do Santa até tentou defender, mas acabou colocando a bola para o fundo das redes não evitando o gol dos cariocas.

O Gigante ainda teve uma grande chance de empatar. Nenê deu belo passe para Jorge Henrique, que cara a cara, finalizou no travessão, fazendo a torcida vascaína lamentar a virada que poderia ter acontecido.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 1 SANTA CRUZ

Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 13/7/2016 - 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Joelson Nazareno Ferreira Cardoso (PA)
Auxiliares: Celso Luiz da Silva (MG) e Luiz Antonio Barbosa (MG)
Renda/público: 6.861 presentes/ 6.398 pagantes / R$ 190.670,00
Cartões amarelos: Madson, Jorge Henrique, Julio Cesar (VAS) e Derley, Tiago Costa (SAN)

GOLS: Bruno Moraes 1'/1ºT (0-1) e Luan 43'/2ºT (1-1)

VASCO: Martin Silva, Madson (Yago Pikachu intervalo), Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Marcelo Marttos, Henrique (Caio Monteiro intervalo), Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique e Leandrão (Thalles 18'/2ºT). Técnico: Jorginho

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso, Vitor, Neris, Wellington e Tiago Costa; Derley, Marcílio, Wellington Cézar (Uillian Correia 31'/2ºT), Leandrinho (Keno 11'/2ºT) e Lelê (João Paulo 11'/2ºT); Bruno Moraes. Técnico: Milton Mendes