Vasco dá o bote na etapa final, vence o Santa Cruz e avança na Copa do Brasil

Gigante da Colina vai às oitavas da final e mantém vivo o sonho de ser campeão e conseguir uma vaga na Libertadores-2017

Por O Dia

Pernambuco - O sonho de chegar à Libertadores em 2017 está vivo. O Vasco avançou uma casa em seu objetivo e garantiu vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil, atalho para a competição internacional. O Gigante da Colina superou o desfalque de Nenê e passou por cima da vantagem do Santa Cruz - o jogo de ida foi 1 a 1 -, vencendo o rival por 3 a 2, nesta quarta-feira, no Arruda, selando a classificação. Agora, o Gigante da Colina aguarda sorteio para saber quem vai enfrentar na próxima fase. Até lá, volta as suas atenções para a outra meta da temporada: vencer a Série B e voltar para a elite. No sábado, recebe o Bragantino, às 16h30, em São Januário.

Pikachu fez o segundo gol do Vasco e correu para o abraçoCarlos Gregório Jr / Vasco.com.br / Divulgação

O Vasco não se desesperou com a obrigação de vencer para avançar. O Gigante da Colina se deu o "luxo" de ser cauteloso no primeiro tempo. Na verdade, armou o bote para a etapa final, mostrando frieza e conhecimento do mata-mata.

Sem Nenê, lesionado, o técnico Jorginho tentou compensar a ausência do craque com um meio de campo ofensivo, com Andrezinho ao lado de Yago Pikachu e Evander. Marcelo Mattos era o único volante. Outra surpresa foi a entrada de Thalles no ataque. Leandrão foi para o banco.

O jogo

O primeiro tempo foi equilibrado e fraco tecnicamente. O Vasco encontrava dificuldade para criar. A alternativa foi arriscar de fora da área. Julio Cesar obrigou Tiago Cardoso a defender em dois tempos. O goleiro do Santa Cruz também teve trabalho em falta cobrada por Rodrigo e depois em chute de Pikachu. Em outra cobrança de falta, Bruno Moraes quase fez contra. Neste contexto, o Gigante da Colina fez pouco para quem tinha a obrigação de vencer.

O Santa Cruz, com a vantagem, não se lançou ao ataque. A estratégia era ter paciência e deixar o tempo correr. A principal arma era a velocidade de Keno. As chances de gols foram mais escassas do que a do Vasco. Porém, o placar lhe agradava.

"A gente veio com postura mais conservadora neste primeiro. Mas este placar nos interessa. Agora é ir para o tudo ou nada", declarou Rodrigo, no fim do primeiro tempo.

O Vasco voltou para o segundo tempo com Diguinho no lugar de Marcelo Mattos, que recebeu cartão amarelo no primeiro tempo. Sem Nenê, coube a Andrezinho fazer a diferença. Ele iniciou a jogada pela esquerda e foi para a área. Com uma pitada de sorte - o cruzamento de Julio Cesar desviou na zaga -, a bola sobrou para o meia chutar colocado e fazer 1 a 0. O cenário passou a ser favorável ao clube carioca.

A situação do Gigante da Colina quase ficou ainda melhor. Madson apareceu no ataque e, com um toque, tirou o goleiro Tiago Costa. Porém, a bola foi para fora, rente à trave. Por pouco o segundo gol não saiu. Com Pikachu não teve quase. Ele aproveitou cruzamento da esquerda e emendou com força para marcar 2 a 0. O clube carioca encaminhou a classificação.

O Santa Cruz não desistiu e quatro minutos depois diminuiu o placar. Keno aproveitou cruzamento, fez 2 a 1 e deu esperança ao time. Por pouco tempo. O time ameaçou mais duas vez. O Vasco era soberano e ainda chegou ao terceiro gol nos acréscimos. Jorge Henrique foi lançado, aproveitou falha do goleiro e marcou. No minuto seguinte, Arthur marcou o segundo para os donos da casa. A vaga já estava decidida. O Gigante da Colina está nas oitavas de final da Copa do Brasil. Após o apito do juiz, uma confusão em campo resultou na expulsão de Derley e em amarelo para Diguinho.

FICHA TÉCNICA

SANTA CRUZ 2X3 VASCO

Estádio: Arruda
Público e renda: 14.264 presentes / R$ 132.525,00
Árbitro: Igor Junio Benevenuto
Gols: Andrezinho (Vasco, aos 5' do 2ºT), Yago Pikachu (Vasco, aos 19' do 2ºT), Keno (Santa Cruz, aos 23' do 2ºT) e Jorge Henrique (Vasco, aos 47' do 2ºT)
Cartão amarelo: Marcelo Mattos e Diguinho (Vasco) e Vitor, Neris, Derley, Keno e Marcinho (Santa Cruz)
Cartão vermelho: Derley (Santa Cruz)

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Vitor, Neris (João Paulo, no intervalo), Danny Morais e Tiago Costa; Wellington, Derley, Marcílio (Arthur, aos 14' do 2ºT) e Leandrinho (Marcinho, aos 19' do 2ºT); Keno e Bruno Moraes; Técnico: Milton Mendes.

VASCO: Martín Silva; Madson, Rodrigo, Jomar e Julio Cesar; Marcelo Mattos (Diguinho, no intervalo), Andrezinho, Yago Pikachu (Julio dos Santos, aos 38' do 2ºT) e Evander (William, aos 28' do 2ºT); Jorge Henrique e Thalles; Técnico: Jorginho.