Vasco recebe o Bragantino e busca acumular nova gordura na liderança

Em casa, Gigante da Colina não quer dar mole na Série B

Por O Dia

Rio - Com apenas duas vitórias nos últimos cinco jogos pela Série B do Brasileiro, o Vasco viu sua vantagem na liderança cair para apenas um ponto. Para se manter no topo, o time de Jorginho precisa vencer o Bragantino, neste sábado, às 16h30, em São Januário, para não depender dos resultados do CRB, segundo colocado, e do Ceará, terceiro.

Jorginho repete o discurso de que é obrigação do Vasco subir para a Série A Paulo Fernandes / Vasco.com.br / Divulgação

Por isso, o Vasco irá com o que tem de melhor à disposição. Sem poder contar com Luan, na Seleção olímpica, e Nenê, ainda se recuperando de lesão grau um na coxa direita - pode voltar contra o Criciúma, dia 30 -, Jorginho deve manter a equipe que venceu o Santa Cruz por 3 a 2, pela Copa do Brasil. A intenção é voltar a abrir vantagem na ponta para respirar mais aliviado nas próximas rodadas.

“É uma obrigação nós subirmos para a Série A. A questão de ser campeão ou não depende do nosso andamento. Vamos tentar construir uma gordura de novo na liderança”, afirmou Jorginho.

A partida também pode levar à estreia de Éderson. O atacante foi confirmado no banco de reservas, enquanto Junior Dutra terá mais uma semana de preparação física.

“Éderson é certo, estava em atividade do Kashiwa Reysol”, explicou o técnico.

Apresentado oficialmente nesta sexta-feira, no site do clube, Éderson prometeu empenho para se firmar na equipe: “Estou aqui para ajudar. Podem esperar muita movimentação. Vou procurar ficar próximo ao gol porque a bola chegando terei tranquilidade para finalizar.”

Já o equatoriano Riascos, que negocia sua saída do Cruzeiro, interessa ao Vasco, que quer uma negociação nos moldes da anterior: por empréstimo e com os mineiros pagando metade do salário.

Escalações

Vasco: Martín Silva; Madson, Rodrigo, Jomar e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Andrezinho, Yago Pikachu, Evander e Jorge Henrique; Thalles.

Bragantino: Felipe; Alemão, Lucas Rocha, Éder Lima e Bruno Pacheco; Gabriel Dias, Daniel Pereira, Marcos Paulo e Tartá; Eliandro e Rafael Grampola.