Fim da gordura! Vasco não pode mais vacilar na Série B

Gigante precisa vencer para não correr risco de perder a ponta

Por O Dia

Rio - Acabou a gordura do Vasco na Série B. Após cinco jogos sem vitórias, o Gigante da Colina precisa vencer o Oeste, no sábado, em São Januário, se não quiser correr o risco de perder pela primeira vez a liderança da competição. Com graves problemas de marcação, entrosamento e criatividade após a parada para os Jogos Olímpicos Rio 2016, o técnico Jorginho quebra a cabeça para recolocar o time nos trilhos da vitória.

“Futebol é conjunto. Todos têm que marcar. Estamos trabalhando bem forte para que os erros não aconteçam mais. Temos esse risco de perder a liderança, mas o grupo está unido e isso é o que importa. Temos que reverter essa história”, analisou o jovem volante Douglas Luiz, que nas entrelinhas mandou seu recado: tem faltado marcação.

Vasco tem o Oeste pela frente no sábadoPaulo Fernandes/Vasco.com.br


Mas esta não é a única causa da queda de rendimento da equipe. Por incrível que pareça, os 18 dias de folga durante a Rio-2016 parecem ter feito mais mal do que bem. Apesar dos dias descansados, foi evidente o desgaste físico da equipe. Os resultados atestam a falta de fôlego nos últimos jogos. Foram três derrotas e dois empates.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco


Se tem faltado perna, o entrosamento passou a não ser dos melhores. Um exemplo é o setor ofensivo. A bola não chega a Ederson. Como os meias andam criando pouco e Nenê não tem brilhado, o ataque ficou às moscas.

Chegou ao cúmulo de o Vasco não ter chutado ao gol no primeiro tempo da derrota para o Bahia. A saída de bola da defesa para o meio também tem sido caótica. Com pouca movimentação e sem ninguém para girar a bola com qualidade, os erros de passes foram sucessivos.

Falhas que se juntam às constantes mudanças na equipe. Só nos últimos cinco jogos, o técnico Jorginho usou dez jogadores diferentes para armar o meio. Além dos titulares Andrezinho e Nenê, também atuaram no setor Diguinho, Marcelo Mattos, William, Fellype Gabriel, Julio dos Santos, Pikachu, Evander e Douglas Luiz.

Para piorar, a dupla de ataque — Jorge Henrique e Ederson — perdeu o fôlego inicial e tem jogado bem abaixo do esperado. Com tantos problemas, o clima anda carregado nos bastidores de São Januário. Uma nuvem escura que pode se dissipar com uma boa vitória no sábado, em casa. Torcida não faltará.