Vasco vê adversários em alta e vive pressão na reta final da Série B

Distância para o quinto lugar pode cair para dois pontos ao fim da rodada

Por bferreira

Rio - Por mais que o presidente Eurico Miranda diga que não há pressão sobre Jorginho, a tabela da Série B diz o contrário. Com os triunfos na terça-feira, Londrina e Avaí encostaram, e a vantagem do Vasco para o quinto colocado, que chegou a ser de 10 pontos quatro rodadas atrás, pode cair para apenas dois. Para isso, basta o Náutico vencer fora de casa o Luverdense e o Cruzmaltino tropeçar no sábado diante do Paraná, em Cariacica.

Nenê sabe que o Vasco precisa melhor seu rendimentoPaulo Fernandes/Vasco.com.br/Divulgação

A equipe vascaína poderá entrar em campo mais tranquila ou mais pressionada, dependendo do resultado dos pernambucanos, que podem tirar o segundo lugar na tabela pelo saldo de gols. De qualquer jeito, a vitória diante do Paraná é imprescindível para evitar uma situação mais desconfortável nesta reta final de Série B (além do Náutico, o Bahia, com 49 pontos, pode encostar).

Cobrados por Eurico na segunda-feira, comissão técnica e jogadores sabem que precisam melhorar em campo para não complicar uma volta à Primeira Divisão que parecia tranquila.

TORCIDA A FAVOR

Um ponto a favor do Vasco é que o Paraná, além de viver má fase na Série B — perdeu quatro dos últimos cinco jogos —, jogará longe do seu estádio. Ou seja, o time de Jorginho terá o apoio dos torcedores, em Cariacica, mesmo jogando fora de casa.
“Precisamos da torcida nos apoiando. Se não for na técnica, tem que ser na raça”, disse Nenê.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia