Cristóvão vai ter que quebrar a cabeça para montar o meio-campo do Vasco

Seis jogadores vão disputar duas vagas

Por O Dia

Rio - Briga para ser titular no meio-campo vascaíno promete ser bem acirrada em 2017. Apenas para a função de apoiador são seis jogadores na disputa por duas vagas: Nenê, Wagner, Escudero, Andrezinho, Guilherme Costa e Matheus Vital são os candidatos. O número poderia ser ainda maior se o técnico não tivesse improvisado o meia Evander como volante e recuado o meia Julio dos Santos para atuar como segundo homem de contenção.

Escudero chegou prestigiado à Colina, mas terá forte concorrência para ser titularMatheus Alves/ Vasco.com.br / Divulgação

Na corrida pela titularidade, Nenê saiu na frente após a boa temporada passada. Já Andrezinho perdeu espaço ao pedir para jogar como homem de ligação — função desempenhada por Nenê. O argentino Escudero chegou com prestígio na Colina, mas precisa de mais tempo para ganhar entrosamento com o grupo. Sem contar que está longe da forma física ideal.

Mesmo caso do meia Wagner. Há cinco meses sem atuar, pois não foi inscrito pelo seu ex-clube, o Tianjin Teda, nas competições para dar espaço a outro estrangeiro, ele também vai precisar de recondicionamento físico para ficar à disposição de Cristóvão Borges. Para ganhar tempo, a diretoria optou que ele nem viajasse aos Estados Unidos para cumprir a programação do Caprres.

Já a situação do jovem meia Guilherme Costa é diferente. Na luta contra a balança, o talentoso meia revelado na base, de 22 anos, perdeu dez quilos no fim da temporada passada e reduziu o percentual de gordura de 18% para 9%. Em boa forma, tem mostrado serviço nos treinos e caiu nas graças do técnico vascaíno. Sua determinação é um exemplo a ser seguido pelo garoto Matheus Pet, pupilo de Jorginho, que perdeu espaço com a saída do antigo técnico.