Por luis.araujo

Rio - A derrota (3 a 0) para o Fluminense, na estreia do Campeonato Carioca, deixou péssima impressão e mostrou a fragilidade do Vasco. Preocupada, a diretoria trabalha nos bastidores para reforçar o grupo. Além do empréstimo do lateral Gilberto, anunciado ontem pela Fiorentina, em seu site oficial, a bola da vez é o volante Jean do Corinthians. 

Jean em sua apresentação pelo CorinthiansDaniel Augusto Jr / Agência Corinthians

Indicado por Cristóvão, com quem trabalhou no clube paulista, Jean foi pouco aproveitado e tem boas chances de ser emprestado por um ano. Enquanto o negócio não é sacramentado, a preocupação do técnico Cristóvão Borges é acertar a marcação para o jogo de amanhã, contra o Bangu, às 16h30, em Moça Bonita. Como a dupla Julio dos Santos e Andrezinho deixou a desejar no clássico, o técnico deverá escalar uma de suas apostas na temporada: Evander.

O meia, que vem sendo improvisado como volante, recuperou-se da entorse no tornozelo e está liberado para jogar. “Estou me adaptando ao processo de marcação, de chegar ao ataque na hora certa. Os jogadores experientes sabem me auxiliar nisso”, explicou Evander.

Ele encara com ansiedade o jogo contra o Bangu. “Morei lá, joguei no futsal quando tinha uns 4 ou 5 anos. É importante para mim, porque minha família toda é de lá. Fica sempre marcado. Vai ser bacana. Meu tio, minha tia, meus primos moram lá. Acho que vão para o jogo”, afirmou.

Sobre a derrota para o Fluminense, Evander garante que foi um acidente.“Foi um balde de água fria. Não esperávamos o resultado pelo que vínhamos apresentando na pré-temporada. Foi um deslize, mas já passou”, avaliou. 

Questionado se o atacante Loco Abreu receberá marcação especial, Evander foi direto. “A equipe não está preocupada com ele, mas com o Bangu. A gente vai para cima,” prometeu, confiante.

Você pode gostar