Com Guilherme Costa em alta, Vasco pega o Resende

Prata da casa que não estava sendo aproveitado nesse início de temporada, o meia demorou a desabrochar nos profissionais

Por O Dia

Rio - Após o tropeço na estreia no Carioca diante do Fluminense, o Vasco mostrou evolução na vitória sobre o Bangu e, aos poucos, continua seu processo de reconstrução dentro de campo contra o Resende, hoje, às 17h, em São Januário. Mesmo ainda longe do ideal, a equipe de Cristóvão Borges terá mais um teste enquanto os reforços não estreiam. Chance de alguns jogadores mostrarem serviço, como Guilherme Costa, que agradou tanto ao treinador que já está garantido como titular.

Prata da casa que não estava entre os mais cotados para ser aproveitado nesse início de temporada, o meia demorou a desabrochar nos profissionais. Aos 22 anos, ele chegou a ter uma chance em 2013, em um amistoso com o Ajax, mas não foi mais aproveitado. Chegou a ser emprestado ao Boavista, ano passado, mas problemas físicos e de lesão atrapalharam o seu aproveitamento no Vasco.

Guilherme foi bem nas duas últimas partidas do Vasco no Carioca Carlos Gregório Junior/Vasco.com.br/Divulgação

Tudo mudou em 2017, principalmente após Guilherme Costa se reapresentar com quase dez quilos a menos. Após lesão no joelho, ele decidiu mudar a alimentação e se cuidar mais. Deu certo e logo começou a agradar Cristóvão, que passou a aproveitá-lo na ponta direita — função nova a qual se adaptou bem.

“Eu jogava mais centralizado. Comecei a treinar neste ano pela ponta direita e a me adaptar. Me aperfeiçoei nisso e fui bem nos treinos. Foi aí que vi o que ele gosta: marcação firme, apresentar para o jogo, vir para meio e não ficar só na ponta”, disse Guilherme Costa, durante a semana.

A adaptação na ponta direita foi tão boa que o meia jogou todas as cinco partidas do Vasco em 2017. Depois de se salvar na derrota para o Fluminense, ganhou a primeira chance como titular em uma partida oficial e ainda fez um gol contra o Bangu. Por enquanto, Guilherme Costa vai se garantindo na equipe que Cristóvão vem formando.

“Foi bom para ele, que vinha trabalhando bem desde o início do ano. Respondeu bem como titular e vai continuar. Sei que ele passou um período com dificuldade grande em relação a peso. Isso atrapalhou bastante, assim como algumas lesões. Espero que ele continue bem e fique livre de contusões”, frisou Cristóvão Borges.