Eurico lamenta clássico em Volta Redonda: 'Jogo de Maracanã ou Engenhão'

Em entrevista coletiva, o presidente se posicionou sobre Flamengo x Vasco

Por O Dia

Rio - O presidente do Vasco, Eurico Miranda concedeu uma entrevista coletiva nesta quinta-feira para falar sobre a decisão da Ferj de marcar a semifinal do Carioca entre o Gigante da Colina e o Flamengo para Volta Redonda. O mandatário afirmou que foi de total acordo entre os clubes do Rio o posicionamento contrário aos clássicos com torcida única.

Eurico concedeu coletiva em São JanuárioPaulo Fernandes/Vasco.com.br

"Vou dar uma coletiva especificamente sobre Vasco e Flamengo. O que aconteceu, como vai ser e porque vai ser realizado esse jogo. Nós, desde o primeiro momento, tínhamos uma posição de ser contra jogo com torcida única. Recorremos dessa decisão, tivemos uma audiência em que, no final, em primeiro lugar havia um consenso dos quatro grandes em relação a esse jogo de torcida única", afirmou.

Apesar do clássico ser realizado com duas torcidas, o presidente lamentou que o jogo entre Flamengo e Vasco tenha que acontecer em Volta Redonda. 

"Nós assumimos o compromisso de fazer uma campanha com o torcedor para que não houvesse brigas no entorno do jogo. Mas a grande surpresa foi a PM dizer que não tinha condição. Se não tivesse essa responsabilidade, eu não aceitaria jogar em Volta Redonda. Não tenho nada contra a cidade, mas acho que um clássico deste tamanho tenha que ser jogado no Maracanã ou no Engenhão. Quero deixar uma coisa bem clara: a responsabilidade da segurança, é da PM. Eu estou aqui fazendo um apelo para que não tenha nenhum tipo de violência tanto dentro quanto fora do estádio", disse.