Do atual elenco vascaíno, 16 jogadores nunca atuaram no clássico com o Flamengo

O alto número de estreantes muito se deve às várias contratações para 2017. Wagner pode, inclusive, ser titular no lugar de Guilherme Costa

Por O Dia

Rio - O Clássico dos Milhões vai ganhar novos personagens pelo lado do Vasco. Do atual elenco, 16 jogadores nunca entraram em campo em um duelo com o arquirrival Flamengo. Alguns deles ainda não terão a oportunidade de jogar, mas outros certamente estrearão, como Kelvin, Gilberto e Jean, já sabendo como será especial a nova experiência na carreira. 

Wagner será um dos estreantes no Clássico dos MilhõesPaulo Fernandes / Vasco.com.br / Divulgação

“É o maior jogo da minha vida, o maior clássico da minha carreira. Com a alegria que estou, tento levar para o campo”, afirmou Jean.

Do elenco vascaíno, alguns vivenciaram o clássico nas divisões de base. É o caso de Guilherme Costa, Douglas, Alan, Mateus Pet e Andrey. Outros já estiveram no banco de reservas, como o goleiro Jordi, que dificilmente jogará nesta semifinal de Taça Guanabara.

O alto número de estreantes muito se deve às várias contratações para 2017. Wagner pode, inclusive, ser titular no lugar de Guilherme Costa. Dos oito reforços, apenas Muriqui já havia disputado o clássico com o Flamengo em sua primeira passagem pelo Vasco, em 2004. Já Manga Escobar vive a expectativa de ser relacionado pela primeira vez no clube, justamente nessa partida. 

Enquanto isso, Luis Fabiano dificilmente jogará. Ele foi a campo ontem e fez trabalhos físicos. O próprio presidente do Vasco, Eurico Miranda, que havia dito que o atacante iria estrear contra o rival, já não foi tão incisivo nem tão confiante.

“Se vocês o virem na relação, talvez jogue. Mas acredito que está mais para não jogar”, disse o dirigente.

Por outro lado, há alguns jogadores bem experientes no Clássico dos Milhões. Rodrigo é quem mais jogou (14 vezes), seguido por Martín Silva (13). De todo o grupo, apenas um esteve presente em campo representando as duas camisas: Andrezinho.No entanto, o meia perdeu espaço e corre o risco de nem ficar no banco desta vez.