Após queda na Taça GB, Vasco precisa derrotar o Vila Nova, em Goiânia

Para complicar, o time não terá o seu principal jogador. Nenê sentiu um desconforto na coxa direita, foi poupado por precaução e não viajou

Por O Dia

Rio - A má pontaria e a falta de entrosamento de um time que vem sendo montado durante os jogos pesam contra, mas não impedem que o Vasco e, principalmente, Cristóvão Borges entrem pressionados contra o Vila Nova. Após a eliminação na Taça Guanabara, a equipe cruzmaltina precisa vencer os goianos hoje, às 21h45, no Serra Dourada, para passar à próxima fase da Copa do Brasil e ganhar tranquilidade.

A temporada está no início e os oito reforços contratados vêm em estágios físicos diferentes, o que impede a escalação de um time ideal. Ainda assim, a torcida já perdeu a paciência com Cristóvão, xingado mais uma vez na derrota por 1 a 0 para o Flamengo. O treinador já havia sofrido insultos contra Volta Redonda e Resende, e segue apostando na melhora do time.

Nenê não poderá ajudar o Vasco pela Copa do BrasilDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

“A chegada desses jogadores vai dar contribuição muito grande para a nossa equipe ficar forte. Eles estavam sem atuar há muitos meses. Além da readaptação e do entrosamento, tem o ritmo, que é conseguido com jogos. Vou insistir para que melhorem essas condições”, disse Cristóvão ao site oficial. 

E o jogo de hoje será mais um teste importante. Afinal, o Vasco precisa vencer. Se empatar, a decisão vai para os pênaltis e uma derrota eliminará o time da Copa do Brasil, algo impensável para diretoria e torcida, e que aumentaria muito a pressão.

Para complicar, o Vasco não terá na partida o seu principal jogador. Nenê sentiu um desconforto na coxa direita, foi poupado por precaução e não viajou, assim como Luis Fabiano.