Wagner marca no fim e Vasco elimina o Vila Nova pela Copa do Brasil

Gigante conseguiu a classificação após vitória no Serra Dourada

Por O Dia

Goiás - Foi por pouco, mas o Vasco conseguiu a sua classificação para a terceira fase da Copa do Brasil. A equipe carioca venceu o Vila Nova por 2 a 1, com um gol marcado no fim da partida e conseguiu avançar na competição.

O Gigante da Colina saiu na frente com Thalles. Já no segundo tempo, Wallyson deixou tudo igual. Quando parecia que a vaga seria decidida nos pênaltis, Wagner aproveitou falha da zaga goiana para dar a vitória ao Vasco.

O próximo compromisso do Vasco pelo Campeonato Carioca é no próximo dia 12. O Gigante enfrenta o Macaé pela primeira partida da Taça Rio.

Vasco avançou pela Copa do BrasilCarlos Gregório Junior/Vasco.com.br/Divulgação

O JOGO

Eliminado pelo Flamengo na semifinal da Taça Guanabara, no sábado, o Vasco buscava um bom resultado na Copa do Brasil para afastar a pressão. Mas, para isso, precisava superar o desfalque de seu principal jogador: Nenê, que sentiu dores musculares no treino de terça. Andrezinho foi o substituto.

O Vila Nova, por outro lado, vinha de um bom início de temporada - com quatro vitórias, dois empates e apenas uma derrota, a equipe lidera seu grupo no Campeonato Goiano, deixando o Goiás na segunda colocação. Contava ainda com o bom momento de Wallyson, ex-atacante de Cruzeiro e São Paulo. Esperava, assim, surpreender o Vasco.

A partida, contudo, apesar do anseio das duas equipes, iniciou truncada. Mesmo jogando em casa, o Vila Nova não conseguia imprimir o seu ritmo. Já o Vasco até dominava a posse, mas não tinha efetividade. Parecia receoso em se expor. Andrezinho e Wagner rodavam a bola sem fazê-la chegar aos atacantes ou aos laterais.

E foi justamente em sua primeira jogada incisiva, com participação efetiva de Henrique, que o Vasco chegou ao primeiro gol: o lateral alcançou a linha de fundo, cruzou rasteiro para trás e Thalles acertou um belo chute da meia-lua. A bola ainda resvalou no travessão antes de entrar.

Mas nem mesmo o gol modificou o ritmo do duelo. O Vila Nova, sem inspiração, assustava somente nas bolas paradas. Na primeira delas, após Luan cometer falta em Everton, Wallyson exigiu boa defesa de Martín Silva. Mas, aos 31, quando Gilberto desviou cruzamento com a mão, dentro da área, não teve o que o goleiro uruguaio fazer. O ex-atacante do São Paulo cobrou o pênalti com classe e empatou o jogo.

Aparentemente satisfeitas com o resultado, as duas equipes perderam de vez o ímpeto. Apenas trocavam passes no meio-campo, mais preocupadas em marcar do que em criar, e aguardavam o apito do árbitro. Truncado, assim, o jogo seguiu para a etapa final.

Tanto Mazola Júnior quanto Cristóvão Borges não fizeram qualquer alteração para o segundo tempo. A partida, no entanto, sofreu uma ligeira mudança: se antes trocavam passes no meio, as equipes agora arriscavam de longe e cruzavam da intermediária. Mas a falta de efetividade - e de risco à meta adversária - seguia a mesma.

Cristóvão, aos 15, enfim mexeu: colocou Yago Pikachu no lugar de Gilberto e Escudero, mais cotado para substituir Nenê, na vaga de Andrezinho. Mas foi o Vila Nova quem criou dois minutos depois a primeira chance da etapa final. Após rápido contra-ataque, Moisés recebeu na entrada da área e bateu com perigo. Martín Silva salvou.

Sem qualquer inspiração, o Vasco parecia apostar somente no erro adversário. E ele veio. Já aos 39 minutos, após mais um cruzamento da intermediária, o zagueiro Brunão desviou inexplicavelmente para trás e a bola sobrou para Wagner, sem goleiro, completar para as redes. Se não apagou a atuação ruim, o lance trouxe calmaria a Cristóvão. E, sobretudo, garantiu a classificação à terceira fase da Copa do Brasil.


FICHA TÉCNICA
VILA NOVA-GO 1 X 2 VASCO

Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO).
Arbitragem: Leandro Pedro Vuaden
Renda/Público: R$ 296.230/14.698 pagantes
Cartões Amarelos: Alemão e Everton (Vila Nova-GO); Thalles, Gilberto, Henrique e Jean(Vasco)
Cartões Vermelhos: -
Gols: Thalles, aos 15, e Wallyson, aos 31 minutos do primeiro tempo; Wagner, aos 39 minutos do segundo tempo


VILA NOVA-GO - Wendell; Wesley Matos, Alemão e Brunão; Maguinho, Fagner, Billy, Everton (Marcos Serrato) e Jonathan (Patrick Leonardo); Moisés (Hiroshi) e Wallyson. Técnico: Mazola Júnior.

VASCO - Martín Silva; Gilberto (Yago Pikachu), Rodrigo, Luan e Henrique; Jean, Douglas, Andrezinho (Escudero), Wagner e Kelvin (Guilherme Costa); Thalles. Técnico: Cristóvão Borges.


Com informações do Estadão Conteúdo