Vasco precisa balançar a rede diante do Vitória para conseguir a classificação

Será a segunda partida de Luis Fabiano pelo Vasco, mas, por enquanto, os gols da equipe continuam dependendo dos pés de Nenê

Por O Dia

Rio - A pressão está grande e o futebol, pequeno. Ainda assim, o Vasco tem que se superar na noite desta quinta-feira, no Barradão, às 19h30, para seguir sonhando com o título da Copa do Brasil. Após empatar em casa em 1 a 1, o Cruz-Maltino precisa de Nenê inspirado para fazer gols sobre o Vitória e passar à próxima fase da competição. Qualquer triunfo ou empate com dois ou mais gols classifica os vascaínos, enquanto um outro 1 a 1 leva a decisão aos pênaltis. Se a partida não tiver gols a classificação é do Vitória.

Nenê é a esperança do Vasco na partida de logo maisPaulo Fernandes / Vasco.com.br / Divulgação

Será a segunda partida de Luis Fabiano pelo Vasco, mas, por enquanto, os gols da equipe continuam dependendo dos pés de Nenê. Já são sete na temporada (contando a Florida Cup), fora a participação em jogadas. Essa dependência vem desde 2016 e pode diminuir com a chegada do Fabuloso, pronto para dividir a responsabilidade.

Essa é a expectativa da torcida, já que nem sempre Nenê consegue colocar a bola para dentro. E, quando isso não acontece, complica para o Vasco. São apenas 17 gols em 13 jogos. “O que falta é concluir. E depois ter equilíbrio, manter a postura após fazer o gol”, afirmou o camisa 10.

O que mais tem incomodado o jogador são as críticas ao desempenho da equipe. Ao ser questionado sobre os resultados ruins e o futebol irregular do time, Nenê não se segurou: “Parece que a gente caiu de novo. Futebol é resultado. Se a gente ganha, ninguém questiona nada. Então, tem que ganhar.”

O apoiador também não gostou muito da ideia de que o Vitória começa a partida de hoje classificado com o 0 a 0. “A gente não entra eliminado. Está no intervalo de um jogo de 180 minutos. Eles estão em vantagem. Tem que entrar da mesma maneira que entramos no primeiro jogo, fazer o resultado e não tomar gol”, avisou.

Wagner não viajou e não enfrenta o Vitória pela Copa do BrasilPaulo Fernandes/Vasco.com.br/Divulgação

Mais do que classificar, o Vasco precisa convencer para diminuir a pressão cada vez maior sobre Cristóvão Borges. Uma eliminação precoce pode complicar ainda mais a vida do treinador, que tem o apoio dos jogadores.

“É um cara muito aberto. Com Cristóvão são todos iguais, isso é muito bacana. Ele acredita realmente no trabalho dele, e nós também”, defendeu Nenê.

MUDANÇA NA EQUIPE

Ainda com dores no tornozelo esquerdo, Wagner — que saiu no meio do jogo com o Macaé — foi vetado. Guilherme Costa é o favorito para ser titular pela esquerda.