Recuperado de cirurgia, Marcelo Mattos deverá retornar no Brasileirão pelo Vasco

Volante cruzmaltino teve que passar por uma cirurgia no joelho direito

Por O Dia

Rio - Sete meses depois de ser submetido a uma cirurgia no joelho direito, o volante Marcelo Mattos está muito perto de voltar a vestir a camisa vascaína. Em fase final de transição, o jogador tem impressionado nos treinamentos e deve ser um dos reforços da equipe no Campeonato Brasileiro.

Marcelo Mattos já treina e os médicos estão otimistas com seu retornoPaulo Fernandes / Vasco.com.br / Divulgação

"Agora é a parte de campo. O Fábio Ganime (preparador físico) faz um trabalho que não é fácil, mas que acontece muito bem no Vasco. As informações sobre o Marcelo são excepcionais, ele está há duas semanas com o grupo e em uma forma espetacular. A sequência vai dizer quando poderá jogar. Está fazendo quase tudo", elogiou o preparador físico Flávio Trevisan.

O gerente científico do Vasco, Alex Evangelista, também está otimista sobre a recuperação de Marcelo Mattos, em uma posição que é carente no clube. Hoje o técnico Milton Mendes tem para a função de primeiro volante o titular Jean, além de Bruno Gallo.

"Hoje (ontem) fizemos um treino de alta intensidade e fiquei muito orgulhoso. Disse isso a ele. Colocamos metas de 33km/h e o Marcelo alcançou todos os índices. Temos que esperar um pouco mais para vermos se as respostas seguem as mesmas. Ainda não poderíamos colocá-lo 90 minutos", explicou Alex.

Faltando dez dias para a estreia no Brasileiro, dia 14 de maio, contra o Palmeiras, Alex Evangelista garante que a preparação da equipe vem sendo a melhor possível.

"Estamos aproveitando bem estas três semanas. Sentamos e discutimos o que era necessário. O Caprres monta as estratégias e faz as partes se comunicarem", afirmou.

VISITA AO INCA

Os jogadores do Vasco vão dar nesta quinta-feira uma pausa nos treinamentos por uma causa muito nobre. O grupo fará uma visita ao Instituto Nacional de Câncer (Inca) para levar um pouco de alegria aos pacientes vascaínos.