Feridos em acidente de ônibus, três jovens do sub-17 do Vasco recebem alta

No último sábado, o veículo que transportava a equipe alvinegra tombou na rodovia RJ-116, na altura do município de Cachoeira de Macacu

Por O Dia

Rio - O Vasco divulgou nesta segunda-feira um novo boletim médico dos feridos no acidente de ônibus ocorrido no último sábado. Os jogadores Vinícius dos Santos, Michel Kevin e Matheus Luiz receberam alta após dois dias internados. Já Caio Lopes segue no hospital e ainda exige cuidados médicos.

Acidente com ônibus do VascoWhatsApp O DIA

No último sábado, o ônibus que transportava a equipe cruzmaltina sub-17 tombou na rodovia RJ-116, na altura do município de Cachoeira de Macacu, na região serrana fluminense, deixando jogadores e funcionários do clube feridos.

De acordo com o próprio Vasco, Vinícius, Michel e Matheus passaram por novas avaliações antes de serem liberados, assim como a assessora de imprensa Larissa Ramos, que também recebeu alta nesta segunda-feira.

Dois envolvidos no acidente, no entanto, seguem internados. Caio Lopes passou por cirurgia de desbridamento das feridas, encontra-se com curativo à vácuo e será novamente avaliado nesta quinta-feira. Já o analista de desempenho Filipe Nunes permanece em observação por sentir dores lombares.

Após uma temporada na Série B do Campeonato Brasileiro, o Vasco fez seu retorno à Série A neste domingo. E logo de cara levou uma goleada de 4 a 0 do atual campeão Palmeiras. O técnico Milton Mendes, no entanto, tratou de minimizar o resultado e afirmou que o time carioca vai se recuperar rapidamente da goleada.

"Tivemos bons momentos no final do primeiro tempo e em vários pontos dos 90 minutos, mas fracionados. A diferença foi que eles fizeram os gols e nós não. O 4 a 0 coloca a gente numa situação que parece que foi um atropelo", disse o treinador, ao tentar minimizar a goleada.

Para Milton Mendes, o resultado se deveu em parte ao nervosismo de alguns jogadores que nunca haviam jogado na elite. "Nossa equipe, mesmo sendo jovem, tem muitos jogadores que ainda não tinham jogado uma Série A. Que o torcedor não fique apreensivo, pois vamos dar a volta por cima nisso tudo", declarou.

O técnico garantiu que o time está evoluindo e já projeta a recuperação no Brasileirão. "Estamos crescendo, evoluindo. Precisamos tirar a pressão dos nossos jogadores. É início de campeonato, trabalhamos e estamos nos dedicando muito. O Brasileirão é alta competitividade. Quando a oportunidade aparecer, não podemos desperdiçar, temos que fazer", afirmou.