Em jogo movimentado, Vasco e Coritiba ficam no empate pelo Brasileirão

Gigante da Colina conquistou o seu primeiro ponto fora de casa no torneio

Por O Dia

Paraná - Coritiba e Vasco fizeram uma partida de fortes emoções no Durival Britto. O Gigante saiu na frente, levou a virada e ainda buscou nos acréscimos o empate no duelo que terminou 2 a 2. A partida foi válida pela 11ª rodada do Brasileirão.

O resultado foi o primeiro ponto fora de casa que o Gigante conquistou na competição. Os gols da partida foram marcados por Thalles e Wagner, pelo Vasco, e Kleber, duas vezes, para o time paranaense.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Vasco volta a jogar no próximo sábado contra o Flamengo, em São Januário. Já a equipe paranaense recebe o Sport, no próximo dia dez, uma segunda-feira.

Vasco empatou com o CoritibaGuilherme Artigas/Fotoarena/Estadão Conteúdo

O JOGO

O primeiro tempo entre Coritiba e Vasco mostrou duas equipes bem parecidas em um jogo franco. Ambos os times procuraram o ataque e se aproveitaram da fragilidade defensiva das duas defesas. Melhor para o Gigante que saiu na frente.

O Coxa começou melhor e teve a primeira oportunidade da partida. Aos dez minutos, Rildo arriscou de fora da área e assustou o goleiro Martín Silva. Um minuto depois, em lance semelhante, de novo, o atacante do time paranaense assustou os vascaínos em boa finalização.

Porém, que saiu na frente foi o Vasco e logo na primeira chegada. Henrique fez levantamento pela esquerda e Thalles subiu mais alto que a defesa rival para cabecear, sem chances de defesa para o goleiro Wilson.

A melhor chance do Coritiba na primeira etapa aconteceu aos 33 minutos. Galdezani recebeu na direita e cruzou de primeira. Werley apareceu sozinho, mas cabeceou para fora. Martín Silva nada pode fazer e apenas torceu para a bola ter o destino que teve.

Antes do intervalo, o Gigante quase fez o segundo, em uma jogada bem semelhante ao gol de Thalles. Após outro levantamento para a área, Thalles voltou a subir mais que a defesa do Coritiba e cabeceou forte, desta vez, Wilson conseguiu defender e a bola ainda tocou no travessão, antes de sair pela linha de fundo.

A etapa final começou em um ritmo menos acelerado. O Vasco passou a adotar uma estratégia mais cautelosa e o Coritiba tomava quase que todas as iniciativas, porém, em um ritmo pouco objetivo, facilitando o trabalho dos marcadores do time carioca.

Aos 19 minutos, Anderson recebeu pela direita, trouxe para o meio e finalizou com perigo, fazendo o goleiro Martín Silva trabalhar pela primeira vez no segundo tempo. Dois minutos depois, em um lance bem estranho a equipe paranaense buscou o empate. Após confusão na área, Kleber apareceu para deixar tudo igual.

Empolgado com o gol, o Coritiba foi para cima, em busca da virada. Em lances de bola aérea, a equipe da casa era muito perigosa e assustava os vascaínos. Em uma delas, Tomas Bastos cobrou, a bola passou por todo mundo e deixou Martín Silva preocupado.

Aos 32 minutos um lance polêmico. Neto Berola recebeu lançamento e foi derrubado por Breno no limite da entrada da área. O árbitro marcou infração fora da área e revoltou os torcedores e os jogadores do Coritiba que pediram pênalti. No cobrança, Tomas Bastos chutou por cima do gol vascaíno.

A pressão do Coritiba era muito grande. Em outro lance de falta, Tomas cobrou bem e Werley apareceu dentro da pequena área para completar, mas incrivelmente acabou finalizando para fora, perdendo uma chance incrível.

O fim da partida seria emocionante. Aos 43 minutos, Kleber apareceu para virar a partida para o Coritiba. Já nos acréscimos, quando parecia que o Vasco voltaria para o Rio com mais uma derrota na bagagem, Wagner apareceu para deixar tudo igual e dar números finais ao duelo.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 2 X 2 VASCO

Local: Vila Capanema, em Curitiba (PR)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Renda/Público: Não divulgado
Cartões amarelos: Jonas e Anderson (CTB) Paulão, Jean, Breno, Martin Silva e Douglas (VAS)
Cartões vermelhos: -
Gols: Thalles, aos 20min do primeiro tempo; Kleber, aos 21min e aos 43min do segundo tempo; Wagner aos 47 mn do segundo tempo

CORITIBA: Wilson; Léo (Anderson), Márcio, Werley e William Matheus; Jonas (Thomas), Matheus Galdezani e Tiago Real; Henrique Almeida, Kleber e Rildo (Neto Berola) / Técnico: Pachequinho.

VASCO: Martín Silva, Gilberto, Paulão, Breno e Henrique; Jean, Douglas, Nenê (Wagner), Mateus Vital (Eder Luis) e Yago Pikachu; Thalles (Rafael Marques) / Técnico: Milton Mendes