Eurico Miranda afirma que não dificultará saída de Nenê caso surjam propostas

Dirigente também negou que o jogador seja punido com um possível afastamento

Por O Dia

Rio - O presidente do Vasco, Eurico Miranda, garantiu em entrevista coletiva nesta quinta-feira na sede do clube, em São Januário, no Rio, que não irá se opor à uma eventual negociação para a saída do meia Nenê. O jogador pediu para não atuar diante do São Paulo por ter propostas de outros clubes.

"A situação do Nenê é simples. Disse que tinha uma proposta. Se aparecer, vai rescindir. Se não aparecer, ele tem contrato com o Vasco e suas obrigações. Foi a pedido dele (não atuar), dizendo que teria uma proposta. Não vamos colocar obstáculos", afirmou o dirigente.

Eurico Miranda falou sobre a situação de NenêPaulo Fernandes / Vasco.com.br / Divulgação

Eurico Miranda também negou que o jogador seja punido com um possível afastamento do elenco devido ao impasse e por não ter atuado na partida contra os paulistas, válida pela 15.ª rodada do Campeonato Brasileiro e vencida pelos adversários por 1 a 0. No entanto, o mandatário vascaíno não acredita que o meia jogue neste domingo, às 19 horas, diante do Atlético Mineiro, em Belo Horizonte.

"Acho difícil (jogar no domingo). Tem que treinar na plenitude. Ele pediu um prazo até sábado para apresentar essa proposta. A hipótese do Nenê ficar encostado não existe. Não vamos nos opor a uma rescisão. Mas encostado ele não vai ficar, não tem punição nesse sentido. Poderá ter se depois a conduta dele levar a tomar uma posição, mas em princípio não", frisou Eurico Miranda.