Eurico Miranda rebate carta, fala em desrespeito e aponta 'dissimulação' de vice

Presidente do Vasco criticou atitude de Fernando Horta, que se licenciou da vice-presidência geral para ser candidato à presidência do clube

Por O Dia

Rio - A carta de renúncia do vice-presidente geral Fernando Horta não repercutiu bem para Eurico Miranda, atual presidente do Vasco. O mandatário respondeu às acusações de seu candidato e também fez várias críticas ao dirigente, revelando uma série de ausências do mesmo.

Eurico Miranda falou sobre a nota de Fernando HortaPaulo Fernandes/Vasco.com.br

Entre sete pontos apontados em sua nota, Eurico apontou certo desrespeito por ter recebido o pedido de licenciamento de Horta após a divulgação da carta à imprensa em geral.

"É surpreendente e desrespeitoso com a Instituição que um pedido de licenciamento de um Vice-Presidente seja divulgado na imprensa antes de ser encaminhado ao Vasco e a seu Presidente. A carta foi entregue nesta data à Secretaria."

Além disso, entre críticas por repetidas ausências em reuniões da diretoria, Eurico questiona a motivação para que Horta, que apontou ter rompido com o presidente desde sua primeira semana no mandato, permanecesse no clube, chamando-o de dissimulado.

"Em determinado trecho de sua nota, o Sr. Horta pontua que permaneceu em São Januário a contragosto durante este mandato. O que sinceramente lamento. Considerando que 'desde a primeira semana' a ruptura lhe era clara, tanto sofrimento poderia ser evitado. Para tal, bastava renunciar ao cargo ocupado. Mas, não. O Sr. Horta aqui permaneceu, viajou diversas vezes com a delegação de futebol, demonstrando notável capacidade de dissimulação".

O Vasco terá novas eleições para sua presidência em novembro, onde Fernando Horta, que é presidente da Unidos da Tijuca, deve ser candidato, como oposição a Eurico.