Milton Mendes garante boa relação com elenco do Vasco e culpa derrotas por saída

Técnico rebateu comentários sobre a sua postura de trabalho

Por O Dia

Rio - Demitido do Vasco na última segunda-feira, o técnico Milton Mendes garantiu nesta quarta que tinha bom relacionamento com os jogadores do clube carioca e culpou os resultados ruins no Campeonato Brasileiro pela saída. Após a demissão, atletas do time relataram dificuldades na relação e até citaram um churrasco organizado pelo treinador que acabou sendo cancelado pela suposta falta de adesão do elenco.

"Realmente aconteceu que nós teríamos um churrasco, feito por nós todos. Mas ia ser em uma folga. Aí muita gente ia viajar, então resolvemos fazer em outra data. As pessoas, para deturpar, dizer coisas negativas, com outros interesses, usaram isso. Mas é completamente falso", declarou Milton Mendes, em entrevista ao SporTV.

Milton Mendes negou problemas pessoais no VascoPaulo Fernandes/Vasco.com.br

O treinador garantiu que havia boa relação com o grupo e que eventuais dificuldades com o elenco não foram responsáveis por sua demissão. "A minha relação com os jogadores era boa. Fui me despedir. Se não tivesse uma boa relação com os jogadores, eu não ia querer me despedir. E nem eles de mim. Teve depoimentos sensacionais, coisas lindas. Eu me emocionei com as coisas que falaram para mim", afirmou.

Milton Mendes rebateu ainda comentários sobre a sua postura de trabalho. "As pessoas me veem com um 'mauzão', um 'durão', o cara disciplinador que briga com todo mundo. Não é verdade. Eu tenho a minha linha de conduta, a minha postura. Se o treinador não puder chamar a atenção do jogador, acabou o futebol. O pai não chama a atenção do filho? Não orienta o filho? Quando faz errado não castiga? Em um plantel com 35 homens, ricos, você tem que ter conduta, linha", declarou.

O técnico chegou ao clube de São Januário em março deste ano, durante o Campeonato Carioca. Ao todo, ele comandou a equipe em 27 jogos com 11 vitórias, seis empates e 10 derrotas.