Eurico lança candidatura à reeleição no Vasco com presença de investigados do MP

Do lado de fora, membros de torcidas organizadas entraram em confronto após o evento, que aconteceu num clube português na Zona Norte do Rio

Por O Dia

Rio - Em meio a polêmica, Eurico Miranda lançou sua candidatura à reeleição no Vasco, na noite da última quinta-feira. O evento aconteceu em um clube português na Zona Norte do Rio de Janeiro e contou com mais de 500 pessoas, e entre elas estava um dos investigados na denúncia do Ministério Público contra os dirigentes cruzmaltinos.

Eurico tenta a reeleição no VascoPaulo Fernandes/Vasco.com.br

Rodrigo Granja dos Santos, conhecido como 'Batata', é identificado pelo MP como membro da organizada Força Jovem, que, mesmo banida pela Justiça dos estádios desde 2014, tinha permissão para frequentar as partidas do Vasco. Segundo o órgão, Batata integra o quadro de funcionários do clube, exercendo a função de segurança particular.

Durante o evento, ele apareceu vestido com a camisa da campanha de Eurico Miranda e se concentrou junto com outros membros de organizadas. Perguntado sobre a denúncia da última quinta, Eurico não escondeu os vínculos, mas afirmou que não houve ilegalidade na contratação de Batata.

"Tenho há três anos um funcionário que foi integrante da Força Jovem. Não existe nesse país algo que impeça de eu contratar alguém que algum dia foi do partido comunista, do partido nazista... Isso é uma grande sacanagem. Eles que provem. Ligação eu tenho com todos, mas não essa que querem insinuar".

Após o lançamento da candidatura, do lado de fora, membros de torcidas organizadas entraram em confronto.