Vasco encara o Atlético-GO disposto a confirmar o bom momento no Brasileirão

Vindo de vitórias sobre Avaí e Botafogo, time cruzmaltino quer manter vivo o sonho de disputar a Copa Libertadores da América do ano que vem

Por O Dia

Rio - Na briga por uma vaga na parte de cima da tabela do Campeonato Brasileiro, o Vasco volta a campo nesta quarta-feira, às 19h30, contra o Atlético-GO, no Serra Dourada, para confirmar seu bom momento no campeonato. Em oitavo lugar, com quatro pontos a menos que o Flamengo, o sétimo, o time comandado por Zé Ricardo vem de vitórias sobre Botafogo (1 a 0) e Avaí (2 a 1).

Anderson Martins acredita na força do time para ficar com vaga na LibertadoresPaulo Fernandes/Vasco.com.br

O treinador vascaíno tem desfalques para a partida. Além de não contar com Jean, suspenso por ter levado o terceiro cartão amarelo, Zé Ricardo também não terá à disposição o meia Wagner. A revelação foi feita pelo zagueiro Anderson Martins, em entrevista coletiva antes da viagem para Goiânia. Wagner sentiu o joelho esquerdo no clássico diante do Alvinegro e, no intervalo, deu lugar a Yago Pikachu, que deve ser o substituto hoje, contra o Atlético-GO.

"Temos duas faltas, Jean tomou o terceiro (cartão), Wagner com a lesão. O futebol brasileiro é longo, todos têm que estar preparados. Quem for entrar tem que estar comprometido com o Vasco, com os objetivos. Muda (sem Jean e Wagner), porque eles vinham jogando, mas todos aqui estão empenhados, treinando forte", afirmou Anderson Martins. Ele mostrou otimismo em conquistar os três pontos: "O Zé vai fazer uma boa escolha e conseguiremos um bom resultado contra o Atlético." Para substituir Jean, Andrey pode estrear como titular.

BRIGA PELA LIBERTADORES

Anderson Martins ainda destacou a briga por uma vaga na Libertadores. "Nunca ninguém escondeu que o objetivo do Vasco era conseguir uma vaga para a Libertadores. O Brasileiro está muito disputado, com várias equipes próximas não só do G-7, mas também da zona do rebaixamento", afirmou o zagueiro.

Ele ainda falou sobre a importância de manter o ritmo na reta final do Brasileiro: "Só temos dez jogos no campeonato e sabemos que precisamos dar o máximo para atingir a nossa meta. Não vai ser fácil, pois outras grandes equipes estão almejando isso. O que nos deixa confiantes é que estamos numa crescente, os últimos sete jogos foram bons e, principalmente, conseguimos fazer os resultados."