Eleição tem novas e graves denúncias contra Eurico Miranda

Além da 7, urna 3 é citada em 'esquema' no qual torcedores teriam sido convidados a se associar ao Vasco de graça e orientados a votar no atual presidente do clube

Por O Dia

Rio - A já tumultuada eleição à presidência do Vasco ganhou mais uma denúncia. Em matéria da 'TV Globo', um sócio que votou na urna 3 revelou que nunca pagou mensalidade, mas ganhou uma carteirinha com a condição de que optasse por Eurico Miranda no pleito, e que já é a segunda eleição que ele participa. A informação pode mudar os rumos do processo, que está na Justiça e é investigado pela Polícia Civil.

Severino Nunes da Silva garante jamais ter pago mensalidade, apesar de ser sócio desde 2014. Segundo ele, o convite foi feito por um funcionário do Vasco. Ele participou das eleições daquele ano e, em 2017, recebeu uma nova carteirinha com outra matrícula. Por estar na lista de sócios há mais tempo, não foi incluído na urna 7.

"Fui à urna 3", confirmou Severino à 'TV Globo', revelando que há outras pessoas em Magé na mesma situação. "Não sei a contagem. Uns 50."

Até então, os votos considerados suspeitos se resumiam à urna 7, que contava com a lista de 691 sócios que se associariam ao clube entre os meses de novembro e dezembro de 2015, data limite para participar do pleito. Desse número, 475 votaram, sendo 90% a favor de Eurico, o que lhe deu a vitória. Sem esses votos, o vencedor seria Júlio Brant.

Eurico Miranda no dia do pleito: denúncias de esquema com sócios deixa situação incerta em São JanuárioClever Felix/Parceiro/Agência O Dia

Um dos votantes na urna 7 foi Otávio dos Santos Pires, que já depôs à Polícia Civil e detalhou à 'TV Globo' como se tornou sócio no início de 2017, data em que não poderia mais votar. "Não precisaria pagar nada, mas teria que votar no Eurico. Todos de Magé daquela urna foram desse jeito", contou Otávio.

Segundo Otávio, além dele, mais de 60 pessoas em Magé foram chamadas para se tornarem sócias do Vasco. O responsável pelo esquema seria o ex-candidato a vereador e flamenguista Claudio Marcelo de Oliveira, o Grilo, que, inclusive, aparece em áudio orientando o sócio a dizer que se associou no clube em outubro de 2015 e que pagou todas as mensalidades mesmo sem nunca ter recebido boleto.