Por parroyo

Pressionado pelo noticiário corporativo, o Ibopvespa amargou queda de 0,41%, para os 51.626 pontos, na véspera do feriado do Dia do Trabalho. O giro financeiro foi de R$ 7,5 bilhões.

Antes da abertura do pregão, a Vale divulgou queda de 4,7% no lucro líquido do primeiro trimestre, para R$ 5,9 bilhões. A ação preferencial da mineradora (VALE5) respondeu ao resultado e caiu 1,16%.

“O balanço foi bom, mas o temor de que o preço do minério de ferro caia ainda mais no segundo semestre deixa o mercado mais rigoroso”, disse o analista da Leme Investimentos João Pedro Brugger.

Entre as maiores quedas, o destaque ficou com o papel da Ambev , que despencou 5,01%. Na véspera, após o fechamento dos mercados, o governo anunciou um aumento de tributação sobre cervejas, refrigerantes, energéticos, isotônicos e refrescos.

Na agenda macroeconômica, o destaque ficou para a divulgação do superávit primário de março, que ficou em R$ 3,2 bilhões, em linha com a expectativa dos economistas.

Estados Unidos

O Produto Interno Bruto (PIB) americano mostrou tímido avanço de 0,1% no primeiro trimestre. Mas o resultado fraco já estava precificado por conta do inverno rigoroso que castigou o Hemisfério Norte.

Por outro lado, o setor privado divulgou a criação de 220 mil postos de trabalho em abril, número acima da expectativa dos analistas e que mostra a retomada de força da economia.

A sessão, marcada pela agenda carregada, teve ainda o anúncio de mais um corte de US$ 10 bilhões no programa de compra de títulos do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), que agora cai para o ritmo mensal de US$ 45 bilhões.

Os investidores mostraram otimismo e apostaram nas compras em meio à expectativa por um dado positivo do relatório geral de emprego, o Payroll, a ser conhecido na sexta-feira.

Por volta das 17h30, o Dow Jones subia 0,27%, o S&P avançava 0,30% e o Nasdaq tinha alta de 0,27%.

Dólar

No mercado de câmbio, o dólar caiu 0,14%, cotado a R$ 2,2330 na venda. A sessão foi marcada pela volatilidade uma vez que pela manhã a divisa operou na contramão do mercado externo, apoiado pelo fluxo de saída da Vale.

“Depois, chegou a devolver um pouco de seus ganhos influenciado pela divulgação do PIB dos Estados Unidos”, disse o operador de câmbio da Correparti Luciano Copi.

A divisa voltou a subir com a divulgação do fluxo cambial semanal, que veio negativo em pouco mais de US$ 2 bilhões, mas caiu após o Fed anunciar a manutenção da redução das compras mensais de títulos em US$ 10 bilhões.

Você pode gostar