Por marta.valim

Lisboa - A agência de classificação financeira Standard & Poor's elevou nesta sexta-feira de negativa a estável a perspectiva da nota da dívida de Portugal, que permanece em "BB" para o longo prazo e segue na categoria especulativa.

A Standard & Poor's alega que os resultados econômicos e fiscais de Portugal superaram suas expectativas e que o país cumpriu com seus compromissos com a União Europeia (UE) e com o Fundo Monetário Internacional (FMI).

No entanto, contra todos os prognósticos, a S&P não elevou a nota de endividamento do país, nem a acompanhou de uma perspectiva positiva, como fez a Fitch no dia 11 de abril.

A nota da dívida no curto prazo do país ficou em "B".

O país obteve há três anos um plano de resgate financeiro da UE e do FMI que expira no dia 17 de maio.  A S&P pode subir a nota da dívida portuguesa se "o governo continuar aplicando reformas estruturais depois que concluir o programa da UE e do FMI" e se "o processo de desendividamento ordenado do setor privado" acelerar, explica a agência em um comunicado.

Você pode gostar