Por parroyo

Após quatro altas seguidas, o Ibovespa passa por um ajuste nesta quarta-feira e, por volta das 13h, caía 1,55%, aos 56.544 pontos. À espera da confirmação do apoio da ex-candidata à Presidência Marina Silva a Aécio Neves e também das primeiras pesquisas em relação ao segundo turno, os investidores aproveitam o mau humor externo para embolsar os lucros recentes. Os papéis das estatais, que mais subiram nos últimos pregões, recuam e pressionam o índice.

Petrobras PN caía 4,29%, mas ainda acumulava alta de 10,63% na semana; Banco do Brasil ON recuava 1,32%, diminuindo o ganho semanal para 14,73%, e Eletrobras ON desvalorizava 1,68%, mas subia 10,87% na semana. Há rumores de que as próximas pesquisas eleitorais devem mostrar Dilma Rousseff (PT) à frente de Aécio Neves (PSDB). Além disso, outro boato aponta que a imprensa deve divulgar, em breve, uma denúncia contra uma pessoa próxima ao candidato tucano. À frente dos ganhos, ALL ON tinha alta de 1,89%. Na contramão Oi PN perdia 6,63%.

O movimento vendedor era impulsionado ainda por um relatório da agência de classificação de risco Mossdy’s, que afirma que “mais do mesmo” na política monetária, independente de quem vencer a eleição, terá impacto negativo sobre a nota de crédito do país.

Nos mercados externos, continua no radar a preocupação com o lento crescimento da economia global após as revisões feitas na véspera pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). “O relatório do FMI corrobora esses receios e novas reduções podem vir à frente. Em especial, a Zona do Euro e o Japão se mostram mais fracos. Os EUA vão melhor, e por lá seguem as discussões sobre como (e quando) o juros vão subir no próximo ano”, apontou a Guide Investimentos, em nota.

Nos Estados Unidos as bolsas operam em direções opostas, com os investidores à espera da ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Fomc) do Federel Reserve (Fed, o banco central norte-americano), que será divulgada às 15h. O relatório pode trazer pistas sobre como será feito o avanço da taxa de juro. Por volta das 13h, o Dow Jones subia 0,08%, o S&P recuava 0,07% e o Nasdaq tinha queda de 0,29%.

No mercado de câmbio, o dólar subia 1,075, cotado a R$ 2,242 na venda.

Você pode gostar