Por parroyo

Pautado novamente pelas eleições, o Ibovespa avança nesta quinta-feira em meio à expectativa pela divulgação das pesquisas do Ibope e do Datafolha. O mercado também aguarda com otimismo a decisão da ex-candidata à Presidência Marina Silva sobre sua posição no segundo turno. Por volta das 13h, o principal índice da Bovespa subia 1,18%, aos 57.731 pontos, impulsionado pelas ações do chamado ‘kit eleição’ – as estatais.

O bom humor se apoia no fortalecimento da candidatura de Aécio Neves (PSDB), que recebeu o apoio do PSB, do PSC, do PV e de setores das siglas que historicamente apoiam sua adversária – PMDB e PDT. Já o partido embrionário de Marina, a Rede Sustentabilidade, liberou voto em Aécio, branco ou nulo.

Conta também a favor do tucano pesquisas de institutos pequenos, que apontaram sua vantagem em relação à Dilma Rousseff (PT). No levantamento do Instituto Paraná, o resultado ficou em 49% a 41%. Já o Veritá mostra um “placar” de 54,2% a 45,2% a favor de Aécio.

À frente dos ganhos, Banco do Brasil ON subia 5,06%, seguido por Petrobras PN, com valorização de 3,60%. Na outra ponta, Oi PN recuava 6,58%, em um movimento que reflete a saída do então presidente, Zeinal Bava.

Nos Estados Unidos, as bolsas recuam após terem atingido ontem o maior patamar de fechamento do ano, impulsionadas pela expectativa de que o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) mantenha a taxa básica de juro baixa por mais tempo. Por volta das 13h, o Dow Jones caía 1,14%, o S&P tinha queda de 0,71% e o Nasdaq perdia 0,44%.

No mercado de câmbio, o dólar subia 0,27%, cotado a R$ 2,392 na venda.

Você pode gostar