Ibovespa passa por ajuste e opera no vermelho

Após subir mais de 5% na sexta-feira, índice recua com investidores à espera do anúncio oficial da nova equipe econômica. Dólar sobe, cotado a R$ 2,53

Por O Dia

Embora a presidenta Dilma Rousseff não tenha anunciado oficialmente a nova equipe econômica na sexta-feira, o rumor de que Joaquim Levy assuma o Ministério da Fazenda e Nelson Barbosa, a pasta de Planejamento agradou ao mercado e o Ibovespa subiu mais de 5%. Após a forte alta, o principal índice da Bovespa passa por ajuste nesta segunda-feira e, por volta das 13h, recuava 0,60%, aos 55.748 pontos.

O anúncio da liderança da Fazenda pode ter sido adiado por conta de pressões de alguns setores do PT, que não concordariam com o nome de Levy. Além disso, a presidenta pode optar ainda por aprovar primeiro no Congresso o projeto que flexibiliza a meta de superávit primário para depois anunciar as mudanças nos ministérios.

“A sinalização de mudança, com o nome de Joaquim Levy na Fazenda deve contribuir para manter o tom favorável em bolsa. vemos a possibilidade de, aos poucos, o país recuperar parte da confiança perdida”, apontou Guide Investimentos, em nota. Levy chefiou o Tesouro no governo de Lula e era conhecido por defender austeridade.   

À frente dos ganhos, Duratex ON subia 2,49%. Na outra ponta, Rossi ON tinha queda de 4,19%. As ações dos bancos pressionavam negativamente o Ibovespa. Bradesco ON perdia 1,44% e Itaú PN recuava 1,40%. As ações da Petrobras, por sua vez, operavam em campo positivo. Os papéis PN subiam 2,10%.

Na agenda macroeconômica, o Boletim Focus revisou a projeção de crescimento do PIB este ano de 0,21% para 0,20%. Em relação à inflação, os economistas consultados pelo Banco Central elevaram a expectativa para o IPCA de 6,40% para 6,43% no fim de 2014.

Nos Estados Unidos, as bolsas operam no azul. Por volta das 13h, o Dow Jones subia 0,05%, o S&P elevava 0,19% e o Nasdaq tinha alta de 0,40%.

No mercado de câmbio, o dólar subia 0,65%, cotado a R$ 2,538.

Últimas de _legado_Notícia