Conselho da Cielo aprova emissão de R$4,6 bi em notas promissórias

Os recursos serão destinados ao aumento de capital a ser realizado pela companhia no novo negócio em parceria com o Banco do Brasil

Por O Dia

O Conselho de Administração da Cielo aprovou nesta segunda-feira a emissão de R$ 4,6 bilhões em notas promissórias, como parte de acerto recente entre a empresa e o Banco do Brasil para a formação de uma nova empresa.

A primeira emissão de notas da companhia terá série única e vencimento em até 180 dias. A remuneração será de 106,5% ao ano da taxa média diária de juros dos DI.

Os recursos serão destinados ao aumento de capital a ser realizado pela Cielo na nova companhia que será constituída em razão da associação estratégica da empresa com a BB Elo Cartões, subsidiária do Banco do Brasil.

Cielo e Banco do Brasil anunciaram em novembro um acordo para a criação de uma joint venture, avaliada em 11,6 bilhões de reais, para gerir os negócios com cartões de crédito e de débito das duas instituições.

Últimas de _legado_Notícia