Ibovespa opera no vermelho após vitória da esquerda na Grécia

Onda de cautela toma conta do mercado. Ata do Copom e balanço da Petrobras são destaques da agenda na semana. Dólar sobe, cotado a R$ 2,59

Por O Dia

A vitória do partido de esquerda na Grécia, o Syriza, espalha uma onda de cautela mundo afora e os investidores buscam ativos seguros. O Ibovespa reflete o cenário e opera no vermelho nesta segunda-feira. Por volta das 13h, a queda era de 0,91%, aos 48.330 pontos.

O principal índice da Bovespa é pressionado ainda pelas ações da Vale, que recuavam 3,98%. Na sexta-feira, a agência de classificação de risco Standard and Poor’s rebaixou o rating da mineradora de ‘A-’ para ‘BBB+’. Uma das justificativas foi a projeção de queda no preço do minério de ferro.

Os papéis da Petrobras, por sua vez, também recuam – os preferenciais perdiam 0,80% e os ordinários desvalorizavam 0,42%. Os investidores esperam que, nesta semana, a petroleira divulgue o balanço não auditado referente ao terceiro trimestre do ano passado. A estatal indicou, em comunicado enviado ao mercado, que os desdobramentos da Operação Lava Jato poderão implicar no reconhecimento de perdas no balanço.

Para o analista da CM Capital Markets Marco Aurélio Barbosa, a divulgação dos números será o evento mais importante da semana “O mercado precifica que as baixas referentes à corrupção fiquem em torno de R$ 10 bilhões. Embora o número a ser apresentado não seja definitivo, pode dar uma ideia do impacto nos ativos da empresa”, disse.

Na agenda, o Boletim Focus reduziu a projeção de crescimento da Economia de 0,38% para 0,13% neste ano. Os economistas consultados pelo Banco Central estimam ainda que o IPCA deve estourar o teto da meta, de 6,50%, em 2015 ao atingir 6,99%.

Entre os indicadores da semana, o destaque fica para a ata do Copom referente à última reunião, na qual o Comitê elevou a taxa Selic de 11,75% para 12,25% ao ano. O relatório será conhecido na quinta-feira. “Após o comunicado sucinto, a ata vai ajudar a esclarecer se o Banco Central está vislumbrando manter o ritmo de alta da Selic em 0,50 ponto percentual ou se pretende diminuir para 0,25 ponto percentual na próxima reunião, que vai acontecer nos dias 3 e 4 de março”, apontou o estrategista-chefe do banco Mizuho, Luciano Rostagno.

Enquanto o mercado aguarda novos dados e avalia os desdobramentos da vitória da esquerda na Grécia, o Ibovespa abre a semana sem tendência definida. De acordo com o analista técnico da Trader Brasil Leandro Klem, caso o índice perca o suporte dos 47 mil pontos, o movimento vendedor deve acelerar. Mas se conseguir quebrar a resistência dos 51 mil pontos, pode haver uma recuperação. “Os investidores estão receosos desde o começo do ano. A divulgação do balanço da Petrobras pode ditar o rumo do mercado”, afirmou Klem.

Nos Estados Unidos, as bolsas abriram em queda. As atenções, por lá, estão voltadas para a reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), que vai acontecer na quarta-feira. O Fed deve apresentar sua avaliação sobre o impacto que o programa de compra de títulos anunciado pelo Banco Central Europeu, no valor mensal de € 60 bilhões, terá sobre a economia norte-americana.

“A atividade econômica na Zona do Euro está muito fraca, e a deflação pode afetar os Estados Unidos. Por outro lado, a queda no preço do petróleo abre espaço para o aumento de consumo. Os efeitos da fraqueza da economia mundial são híbridos para a atividade norte-americana. Então, temos que ver como o Fed pode enxergar esses resultantes, o que deve refletir na data em que os juros serão elevados”, pontuou Rostagno, para quem o aperto monetário deve ser anunciado no fim do primeiro semestre deste ano.

Ainda na agenda dos Estados Unidos, a primeira prévia do Produto Interno Bruto (PIB) referente ao quarto trimestre, a ser apresentada na sexta-feira, é destaque. O número será importante para sinalizar o ritmo de crescimento da economia no ano passado.

Dólar

No mercado de câmbio, o dólar subia 0,24%, cotado a R$ 2,595 na venda.

Últimas de _legado_Notícia